Sociedade

7º Encontro Nacional da PSOPortugal

A PSOPortugal – Associação Portuguesa da Psoríase vai realizar o 7º Encontro Nacional, amanhã, dia 5 de Novembro, no Hotel Cinquentenário, em Fátima, dando continuidade ao mais importante acontecimento do ano para a PSOPortugal e seus associados.

Subordinado ao tema deste ano do Dia Mundial da Psoríase – “Vamos falar de Psoríase e tomar medidas”, o evento irá reunir os associados da PSOPortugal, assim como especialistas da área da Medicina, a fim de conhecer, analisar e debater o actual panorama no tratamento da psoríase em Portugal e os aspectos sociais e psicológicos associados à doença.

“Trata-se de um evento de extrema importância para os doentes com psoríase em Portugal, pois permitirá aumentar o conhecimento sobre a doença e as melhores estratégias para a contornar, assim como fortalecer o papel da PSOPortugal na luta por melhores condições de vida para estes doentes”, refere Vítor Baião, presidente da direcção da associação.

Pelas 15 horas, realiza-se uma palestra sobre o tema “Vamos Falar de Psoríase”, dirigida por Américo Figueiredo, presidente da Sociedade Portuguesa de Dermatologia e Venerologia.

Nuno Sousa Pereira, vice-Presidente da APES (Associação Portuguesa de Economia de Saúde) irá palestrar, pelas 16h15 sobre o tema “Tomar Medidas” em relação à psoríase, através de uma perspectiva económica do sector da saúde.

 

Sobre a PSOPortugal

A PSOPortugal – Associação Portuguesa da Psoríase, entidade com seis anos de existência, constituída em 2005, tem vindo a defender, apoiar e dar voz aos doentes de psoríase. E também a alertar e sensibilizar a sociedade para a discriminação social e profissional de que são alvo os cerca de 250 mil portugueses que sofrem de psoríase. É uma entidade sem fins lucrativos, com intervenção a nível nacional. Actualmente é sócia da Federação Internacional das Associações de Psoríase (IFPA) e da Federação Europeia das Associações de Psoríase (Europso).

 

Sobre a Psoríase

A psoríase é uma doença auto-imune, crónica que se manifesta no nosso maior órgão – a pele, não contagiosa, que pode surgir em qualquer idade. O seu aspecto, extensão, evolução e gravidade são variáveis, caracterizando-se pelo aparecimento de lesões vermelhas, espessas e descamativas, que afectam sobretudo os cotovelos, joelhos, região lombar, couro cabeludo e unhas. Desenvolve-se quando o sistema imunitário do corpo faz disparar um crescimento rápido das células cutâneas. Na pele saudável, as células amadurecem e perdem-se em 28 a 30 dias. Nas pessoas com psoríase, este processo acelera-se 3 a 4 dias. A origem da psoríase não está totalmente esclarecida.

Cerca de 10 por cento dos doentes acabam por desenvolver artrite psoriática. Esta traduz-se por dor e deformidade, por vezes bastante debilitante, das pequenas ou grandes articulações. Em Portugal esta doença afecta mais de 250 mil pessoas e cerca de 125 milhões em todo o mundo.

No dia 29 de Outubro assinalou-se o Dia Mundial da Psoríase.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *