Educação, Póvoa de Lanhoso

Empresários incentivam ao empreendedorismo na Póvoa de Lanhoso

Largas dezenas de alunos da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso e da EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio, pessoas à procura de emprego e técnicos da área social assistiram ao testemunho de dois jovens empresários da Póvoa de Lanhoso com vista a incentivar ao empreendedorismo, no âmbito da iniciativa “Educar para Empreender”, realizada na Escola Secundária.

 

Acreditar, trabalhar, gostar, persistir. Estas foram algumas das palavras-chave transmitidas por Paulo Fernandes, empresário em áreas diversas que vão desde a informática ao ensino, e por Olga Silva, que atua ao nível da estética, durante as suas intervenções, partilhando algumas das suas experiências pessoais e profissionais enquanto empresários bem sucedidos. “Quem quer ter sucesso na sua empresa tem que trabalhar muito, tem que ser apaixonado e acreditar naquilo que faz. A crise é real, mas não nos podemos esconder na sombra da crise e o funcionário não pode estar unicamente à espera do seu salário. Temos de ajudar o funcionário para ele também nos ajudar a nós, empresários”, transmitiu, em termos gerais e de entre outras ideias Paulo Fernandes. Já Olga Silva destacou a importância de outros aspetos: “ Tive muitas dificuldades quando comecei, porque as pessoas não estavam acostumadas a frequentar centros de estética, mas atribuo o meu sucesso à honestidade e ao fato de estar sempre presente, todos os dias. Também realizo formações constantes, para estar atualizada”, expressou, de uma maneira geral e de entre outras considerações.

 

Aquele foi um dos momentos integrantes do programa, que iniciou com uma mostra formativa para a qual foram convidadas entidades formadoras com intervenção no nosso concelho. Prosseguiu com uma sessão orientada pela Vereadora da Ação Social da Câmara Municipal, Fátima Moreira, que aproveitou para agradecer a presença de todos, em especial dos empresários. “Esperemos que o vosso exemplo encoraje outros a também darem o seu testemunho”, referiu a edil, que anteriormente já tinha explicado os objetivos desta iniciativa: “Colocar numa mesma plataforma diversos agentes e parceiros e divulgar as ofertas formativas de que o concelho dispõe”.

 

Fazer uma caracterização do público alvo com necessidades formativas (tendo por base informação do Gabinete de Inserção Profissional e do Centro Novas Oportunidades) e o tecido empresarial local foram também objetivos, tendo intervindo, por isso, o diretor da Escola Secundária, José Ramos, a representante do Gabinete de Inserção Profissional da Câmara Municipal, Fátima Vieira, igualmente em representação do Instituto de Emprego e Formação Profissional, e uma representante da Comissão Interfreguesias VidaCentro, Fátima Alves.

 

Esta sessão ainda reservou tempo para o debate com a plateia e para a colocação de questões. A necessidade de integrar nos currículos escolares uma disciplina que estimule as capacidades empreendedoras dos mais jovens foi uma das ideias transmitidas. Uma jovem referiu que “o essencial é termos uma ambição. Se tivermos um sonho, vamos conseguir concretizá-lo. O fundamental é acreditar”.

 

Recorde-se que no âmbito da rede social concelhia, o grupo temático do Emprego, Formação e (re) Qualificação – CSIF VidaCentro promoveu este workshop com vista à divulgação da oferta formativa e ligação com o mundo empresarial, numa perspetiva de articulação constante de ambos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *