Seixal, Sociedade

Lar Residencial e Residência Autónoma da CERCISA são inaugurados no sábado – Seixal

O Lar Residencial e Residência Autónoma da CERCISA (Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Seixal e Almada) são inaugurados no próximo sábado, dia  29 de Outubro, às 11 horas, na Rua António Bandeira, em Arrentela.

 

A cerimónia conta com a presença de Alfredo Monteiro, presidente da Câmara Municipal do Seixal, de Maria Emília de Sousa, presidente da Câmara Municipal de Almada, de Maria da Conceição Beltrão, presidente da direcção da CERCISA, e Maria de Fátima Lopes, directora da Segurança Social de Setúbal.

 

O Município do Seixal conta a partir de sábado com um equipamento com capacidade para 5 utentes na resposta social de residência autónoma e 14 na resposta de lar residencial.

 

A CERCISA foi constituída em 1975, com o objectivo de apoiar crianças e adultos inadaptados e respectivas famílias. É uma cooperativa de solidariedade social, equiparada a instituição privada de solidariedade social, com acordo estabelecido com a Segurança Social para a resposta social de centro de actividades ocupacionais para 35 utentes, tendo uma lista de cerca de 60 pessoas, que aguardam integração.

 

Trata-se da única resposta desta tipologia no Município do Seixal. A CERCISA tem um centro educacional, com acordo com o Ministério da Educação, no qual se encontram integrados 19 alunos para o ano lectivo 2011/2012. Esta instituição é também a entidade responsável pelo desenvolvimento local do Serviço Nacional de Intervenção Precoce na Infância nos Municípios do Seixal e de Almada, com protocolo celebrado entre os Ministérios da Solidariedade e Segurança Social, da Saúde e da Educação para acompanhar 90 crianças com deficiência ou atraso grave do desenvolvimento e suas famílias.

 

A construção do novo lar residencial e residência autónoma foi financiada pelo PARES e pelas Câmaras Municipais de Seixal e de Almada.

 

Para além do apoio monetário, a Câmara Municipal do Seixal contribuiu com a cedência de terreno municipal, isenção de taxas e construção de ligação a infraestruturas de saneamento básico.

 

Apoiaram também esta obra as Juntas de Freguesia de Arrentela, Amora, Paio Pires, Feijó, Costa da Caparica e Cova da Piedade e também privados (Clínica do Tempo e Fertagus).

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *