Educação, Óbidos

Óbidos “A Escola na horta”

O “Espantalho – A Escola na horta” é o novo projecto criado em Óbidos, que pretende proporcionar às crianças do ensino pré-escolar e do 1º ciclo do concelho de Óbidos a oportunidade de planearem e cuidarem de uma horta como parte do seu currículo escolar.

Este é um projecto pioneiro em Portugal, desenvolvido por uma equipa do Agrupamento de Escolas Josefa de Óbidos, a pensar nas questões ambientais e do desenvolvimento sustentável, que estão no centro das actuais preocupações do nosso mundo. Segundo Matilde Monteiro, uma das responsáveis pelo projecto, “Escola na Horta foi criado porque acreditamos ser possível melhorar as aprendizagens mudando o paradigma de ensino”, acrescentando que, “em vez de uma horta na escola, temos, uma Escola na Horta”.

O projeto assenta em três pilares fundamentais:

• Ambiente – promover nas crianças noções e atitudes de proteção da natureza, sustentabilidade e diversidade e sensibilizar para a poupança dos recursos naturais e da

energia;

• Saúde – incentivar hábitos alimentares saudáveis, prevenindo os perigos da obesidade, da diabetes e dos efeitos nocivos do fast food;

• Educação – proporcionar a aquisição dos conhecimentos e competências previstas nas metas de aprendizagem dos vários níveis de ensino, através de práticas motivadoras e

socialmente úteis.

O programa assume, assim, um caráter inovador em vários sentidos. Pretende utilizar a horta como centro e ponto de partida das aprendizagens exigidas aos alunos nas várias áreas disciplinares e não como uma mera extensão das actividades escolares ou das actividades dos tempos livres. Com efeito, a criação e manutenção da horta, com todos os seus componentes (mata, pomar, criação de animais), tendo a sua ênfase no Ambiente, proporciona a sua aplicação à Língua Portuguesa, à Matemática e às Expressões Artísticas.

Por outro lado, o projeto propõe uma abordagem global e integrada das questões relativas ao ambiente. Para além das actividades agrícolas, levadas a cabo em regime de agricultura biológica, inclui a reciclagem de resíduos orgânicos (compostagem), a autossuficiência energética (energias renováveis), bem como a existência de um laboratório experimental e de uma estação meteorológica.

As experiências internacionais (EUA, Canadá, França, Inglaterra) são unânimes em reconhecer que o método de aprendizagem hands on nas hortas escolares são um contributo decisivo para desenvolver nas crianças o espírito de equipa, a motivação, a responsabilidade, o amadurecimento pessoal e a criatividade.

“Parece-nos, assim, urgente proporcionar às crianças, desde muito cedo, as aprendizagens inerentes a um projecto desta natureza que permitam a aquisição de competências multidisciplinares fomentadoras de um efectivo saber em acção, estruturado no desenvolvimento de uma atitude crítica face ao indissociável binómio produção alimentar/equilíbrio ambiental potenciando, no futuro, as escolhas mais correctas e equilibradas e elevando cada criança a verdadeira guardiã do ambiente”, disse Matilde Monteiro.

Entretanto, já decorreram algumas actividades no âmbito deste projecto. No passado dia 10 de Outubro, iniciaram-se as acções nos Viveiros do Furadouro, na freguesia da Amoreira (também parceiros do projecto), onde os alunos estão a semear as espécies que vão fazer parte do bosque/floresta da horta do espantalho bem como da sua sebe verde.

Na passada segunda-feira, dia 17 de Outubro, foi confirmado pela ESAD – Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha, a realização de um mestrado cujo tema proposto será a criação de uma linha de utensílios agrícolas para as faixas etárias de pré-escolar e 1.º Ciclo.

Realizou-se ontem, quarta-feira, dia 19 de Outubro, na “sala do Espanto”, no Complexo Escolar do Furadouro, Amoreira, o workshop “Salve-se quem souber”, dinamizado por uma técnica superior da Autoridade para as Condições do Trabalho, instituição nacional com a qual foi estabelecido uma parceria, que vai permitir aulas de prevenção e segurança, às turmas inscritas no projecto, durante todo o ano lectivo, com início já no próximo dia 26 de Outubro.

Califórnia Foundation for Agriculture in the Classroom (Estados Unidos da América) e Royal Horticultural Society (Inglaterra) são parceiros Internacionais deste projecto. Foi também celebrado um patrocínio com a empresa Granfer, sediada na localidade de Usseira, Óbidos, para o fornecimento de Equipamentos de Protecção Individual (EPIs).

Para quem pretenda receber notícias regulares sobre este programa, pode visitar o sítio na internet www.escolanahorta.com e fazer um like no Facebook do “Espantalho – Escola na horta”.

Contactos:

E-mail: info@escolanahorta.com

Telemóveis: 912637087 – 967020010

http://www.escolanahorta.com

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *