Celorico de Basto, Sociedade

Celorico de Basto aderiu à criação da Agência de Energia do Tâmega e Sousa

A Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM-TS) propôs aos municípios, pertencentes à comunidade, a criação da Agência de Energia do Tâmega e Sousa que terá a missão de definir uma estratégia energética para a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, centrada no apoio, caracterização e monitorização do desempenho energético de cada município, fomentando a poupança para as pessoas, famílias, empresas, entidades privadas e públicas.

A criação desta agência, que não acarreta qualquer encargo para os cofres da Câmara Municipal, assenta em diversos objectivos estratégicos tendo por missão fulcral fomentar o desenvolvimento regional nas áreas de energia e da sustentabilidade. É objectivo criar uma imagem de dinamismo e competitividade que poderá contribuir para a captação de investimento e profissionais altamente qualificados.

No cômputo geral a nova agência encarregar-se-á de conseguir que a região tenha maior eficiência energética, com um aumento das energias renováveis e uma diminuição dos combustíveis minerais.

Ao mesmo tempo a AE-TS terá ao seu encargo a responsabilidade de sensibilizar os cidadãos para a utilização racional de energia e de energias renováveis.

Paralelamente, é sabido que a energia é considerada um factor estratégico que pode vir a contribuir decisivamente para o crescimento do PIB nacional. Nessa ordem de ideias a agência apresentar-se-á apetrechada com os mecanismos necessários para responder eficazmente ao que lhe é solicitado, com especial atenção para a elaboração de estudos e apoio às autarquias ambicionando, de forma efectiva, vir a tornar-se num instrumento activo de promoção do empreendedorismo e captação de investimento no sector energético.

Neste campo, a agência participará em diversos programas europeus e nacionais, com o intuito de projectar o Tâmega e Sousa como uma região energeticamente sustentável e mais competitiva.

A AE-TS ficará  sediada em Penafiel com a missão de tornar a região energeticamente sustentável.

 Note-se que cada concelho apresenta as suas características próprias que serão alvo de um estudo exaustivo capaz de delinear as acções a desenvolver ao nível da eficiência energética.

Refira-se que a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa (CIM-TS) foi criada em 2008 e é constituída por 12 municípios: Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende. No entanto, AE-TS agregará os municípios pertencentes à CIM-TS e os municípios aderentes.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *