Economia, Póvoa de Varzim, Sociedade

Município incentiva ao empreendedorismo – P. Varzim

No âmbito da promoção do emprego e apoio à criação de empresas em tempos difíceis, a ANJE, com apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e do Instituto de Emprego e Formação Profissional, realizou ontem, 29 de Setembro, um Road-Show de Empreendedorismo Integrado, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Na sessão de abertura, José Macedo Vieira, Presidente da Câmara Municipal, afirmou que “este seminário surgiu em boa hora”, no sentido, em que dada a conjuntura actual, “é fundamental para quem procura emprego e quer singrar, dominar um conjunto de regras básicas para desbravar esta floresta que rodeia”. “Se não estamos preparados, não vamos a lado nenhum”, constatou, advertindo para a importância do trabalho em equipa.

O edil reconheceu que, hoje em dia, o emprego é algo escasso e, duradouro, ou seja, para toda a vida, não existe. A opção mais viável ainda será a emigração, se nos derem melhores condições de vida e alguma estabilidade, sendo que emprego no Estado não há, e no mercado de trabalho é a lei da selva, vence o mais forte, verificou.

José Macedo Vieira referiu-se ainda à globalização não regulada que conduziu à desindustrialização da Europa. “Durante quase 20 anos recebemos produtos sem direitos alfandegários e a assimetria entre a Europa e a China foi crescendo. Estagnamos porque não produzimos”, apurou.

O autarca reportou-se à crise financeira que despoletou em 2008, altura a partir da qual o dinheiro começou a escassear nas economias gerando, no mundo ocidental, a crise mais grave dos últimos 70 anos e colocando milhões de pessoas no desemprego. Para além disso, apontou alguns problemas insanáveis da Europa, nomeadamente, o valor do euro e os interesses dos países do Sul e do Norte da Europa. O mundo está em constante mudança e temos de estar preparados para o pior, concluiu.

E sobre esta célere mutação, José Fontes, Coordenador da Unidade de Empreendedorismo da ANJE, afirmou que os portugueses dominam a capacidade de mudar e reagir rápido sob pressão. Esclareceu que o objectivo da sessão era apresentar soluções que contrariem o estado de crise procurando esclarecer e informar.

Foram vários os intervenientes que ao longo do dia deram o seu contributo e apresentaram diversas temáticas relacionadas com o empreendedorismo. Como conquistar um emprego em tempos de crise, por João Abreu (Academia das emoções); A Importância da Formação na conquista de um emprego de sonho, por Isabel Vieira (CMPV); Constituição legal de uma empresa, passo a passo, por Mónica Veloso (ANJE); Programas de apoio ao empreendedorismo e emprego, por José Manuel Melo Ferreira (IEFP); Sistemas de Apoio Financeiro no âmbito do QREN (IAPMEI); Testemunho de um empresário de sucesso, por Edite Amorim (Thinking Big); Como elaborar um plano de negócios de sucesso, por Olga Machado (ANJE); “Caixa Empreender – Financiamento em condições especiais”, por Anabela Tomás  (CGD); Como obter um Microcrédito, por Marta Mucha (ANDC) foram os painéis abordados.

Os trabalhos encerraram com uma palavra da Vereadora do Pelouro do Desenvolvimento Socioeconómico, Lucinda Delgado, que disse que tinha aprendido muito durante o dia. “Uma Vereadora tem que ser empreendedora”, constatou, acrescentando que “a Câmara Municipal tem toda uma vertente que aposta nos novos empresários, quer através do Gabinete de Promoção ao Investimento – Investemais, quer através do Gabinete de Formação”. “Invistam na Póvoa de Varzim porque o Município está disponível para incentivar novos empresários”, invocou.

A iniciativa contou com a colaboração de alunos do Curso Profissional de Técnico de Recepção da Escola Secundária Rocha Peixoto, coordenado por Marcela Pinho, e do Curso Profissional de Hotelaria e Restauração da Escola E.B. 2/3 de Beiriz, coordenado por Júlio Bacalhau.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *