Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Póvoa de Lanhoso assinalou Dia do Concelho

A Póvoa de Lanhoso assinalou, a 25 de setembro, o Dia do Concelho, presidido pelo Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, presente na Sessão Solene. Entendendo a data como oportunidade para reflexão sobre o passado e o futuro, a Câmara Municipal promoveu a visita a equipamentos importantes para o desenvolvimento do concelho, registando-se a participação da população nas diferentes propostas do programa.

 

“O caminho que temos seguido tem como principal objetivo melhorar as condições de vida dos Povoenses sem prejudicar a saúde financeira que, felizmente, esta autarquia se orgulha de apresentar”, salientou, em retrospetiva, o Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista, durante a sessão solene, nos Paços do Concelho. Sobre o futuro, apontou alguns dos caminhos a seguir, salientando, por exemplo, que a segunda fase do mandato terá como marca principal os investimentos nas freguesias. “Aproveitando a importante fatia de comparticipação dos fundos comunitários, vamos candidatar uma nova fase de investimento no alargamento da rede de água e saneamento; vamos concluir a rede de Centros Escolares com a construção de mais um equipamento na freguesia em Taíde; bem como apostar em projetos de requalificação dos espaços públicos das freguesias. Investimentos estes pensados com o objetivo de fixar população em todo o território do concelho, permitindo responder às necessidades que temos identificado com as Juntas de Freguesia”, afirmou. Solidificar o trabalho desenvolvido ao nível do apoio à fixação de novas empresas é, segundo o autarca, outro dos objetivos para os próximos dois anos. “Todos temos consciência que sem emprego toda a estratégia de desenvolvimento é colocada em causa. Temos conquistado vitórias importantes a este nível, pois somos dos poucos concelhos onde a taxa de desemprego tem diminuído. Fruto de um trabalho de proximidade com os empresários, foi possível dinamizar o Parque Industrial de Mirão e estamos já com boas indicações para o Parque Industrial de Fontarcada”, explicou, de entre outros aspetos, Manuel Baptista.

 

Considerando que a entrega do Foral de D. Dinis, em 25 de setembro de 1292 é o dia primeiro das Terras de Lanhoso e que contribuiu para a definição atual do nosso território, o Presidente da Assembleia Municipal abordou um assunto da atualidade: a reforma da lei eleitoral e a reforma administrativa do território. “Se é inevitável que o número de órgãos autárquicos, ao nível das freguesias do concelho, tem que ser reduzido, sejamos nós a propor um novo modelo de organização concelhia, salvaguardando a identidade de todas e de cada uma das 29 freguesias que constituem o nosso Concelho”, afirmou, manifestando a sua disponibilidade para “moderar um debate sério que envolva os partidos políticos com assento na Assembleia Municipal e que possibilite um amplo consenso sobre uma proposta a apresentar, em sede própria, que reflita a vontade dos Povoenses e que vá de encontro ao reforço do Municipalismo, enquadrado nos tempos que vivemos”, referiu, de entre outros aspetos.

 

O Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, destacou a intervenção autárquica na Póvoa de Lanhoso, nomeadamente ao nível da Educação e da Ação Social. “É de realçar este trabalho, as prioridades que a Câmara Municipal determinou e a perseverança e a determinação na realização deste trabalho. Preocupação com os mais desfavorecidos, preocupação com aqueles que têm mais dificuldade, em particular aqueles que são mais velhos, e uma preocupação fundamental com o futuro através da criação das condições para atrair novos investimentos e, com isso, criar mais riqueza e mais emprego”, afirmou, de entre outras considerações, o Ministro da Administração Interna, para quem a visita à Póvoa de Lanhoso foi um regresso a casa. “Tenho aqui parte das minhas raízes, a minha mãe é deste concelho, gosto muito da Póvoa de Lanhoso, acompanho com muito interesse a Póvoa de Lanhoso. E registo com particular atenção as conquistas que, em áreas diversas, se têm desenvolvido no concelho da Póvoa de Lanhoso, de há muito tempo a esta parte, mas permitam-me que realce, sobretudo, os últimos seis anos, à frente dos quais o Presidente Manuel Batista tem desenvolvido um trabalho importante”, disse ainda Miguel Macedo.

 

Homenagens a personalidades e entidades coletivas

Durante a sessão solene, a Câmara Municipal homenageou personalidades e coletividades locais. Este ano, distinguiu o Padre Magalhães dos Santos, Olinda Antunes, a António Machado, a Vieira & Marques / Pocargil e o Grupo Desportivo da Goma. “Quando decidimos instituir este reconhecimento público tivemos como principal motivação a necessidade de agradecer aos muitos Povoenses que na sua vida profissional, ou ao serviço de uma instituição, são um exemplo de trabalho e de dedicação. No fundo, sentimos que a autarquia não estava a ser justa para com estas pessoas”, explicou o Presidente da Câmara. “Cada um na sua área de intervenção; cada um com o seu percurso, todos vós mereceis que vos agradeça do fundo do coração tudo quanto tendes feito pelo desenvolvimento da Póvoa de Lanhoso”.

 

Miguel Macedo, acompanhado do Presidente da Câmara e seu executivo e do Presidente da Assembleia Municipal, de entre outros, esteve ainda na abertura da exposição “Emigração Dos Anos 50/60/70”, na Sala de Interpretação do Território (Casa da Botica). Ali perto, na Praça Eng. Armando Rodrigues, já decorria o concerto do artista Zé Amaro, com milhares de pessoas a assistir.

 

O programa apresentou ainda a iniciativa pedagógica “A História da Nossa Terra” realizada com alunos de escolas do Concelho e com o historiador Povoense, Paulo Freitas; o concerto de gala de lançamento da revista “Entre Notas” da banda musical dos Bombeiros Voluntários, que decorreu no cine-forum; as visitas às obras do Centro Educativo D. Elvira Câmara Lopes, em Campo, com uma breve apresentação do projeto e do ponto de situação da obra aos convidados e população que quis ficar a conhecer, em primeira mão, aquele equipamento escolar, e à incubadora de empresas, em Ferreiros, onde foi dada a conhecer aos presentes a empresa ligada às novas tecnologias da informação que já está instalada naquele local assim como as razões que motivaram essa escolha.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *