Mangualde, Sociedade

Autarquia mangualdense associou-se à: homenagem às vítimas do acidente ferroviário de Alcafache

Mais uma vez, a Câmara Municipal de Mangualde não podia deixar de se associar às celebrações de homenagem às vítimas de um dos maiores acidentes ferroviários de sempre em Portugal. As celebrações decorreram dia 11 de Setembro, entre as 10h00 e as 12h30, e contaram com a presença de Joaquim Patrício, Vice-Presidente da autarquia.

 

A efeméride, que pretendia homenagear, para além das vítimas, as equipas de socorro e a população que uniu esforços neste dia trágico, foi organizada pela COMAFA – Comissão Organizadora Movimento Acidente Ferroviário de Moimenta/Alcafache. Diversos representantes políticos da época e actuais, representantes das autarquias envolvidas, bem como das juntas de freguesia de Espinho e Moimenta de Maceira Dão, 29 corporações de bombeiros dos distritos de Viseu, Guarda e Coimbra, familiares, amigos e vítimas acidentadas/ilesas marcaram presença. As celebrações contaram com diversos momentos, entre os quais a visualização de um filme do acidente, acompanhado de momentos de silêncio, de uma missa campal e homilias por vítimas e responsáveis estatais presentes. Colocação de uma coroa de flores junto da estátua e desfile da fanfarra dos bombeiros foram mais alguns dos momentos que marcam esta homenagem. A iniciativa encerrou com o ecoar do hino dos bombeiros portugueses e o hino nacional.

 

É de relembrar que, este terrível acidente, ocorrido a 11 de Setembro de 1985, resultou de uma colisão entre o Sud-Express, que seguia do Porto para Paris, com um comboio regional em Alcafache.

 

Na origem do sucedido esteve uma falha de comunicação que permitiu que o comboio regional partisse da estação Maceira Dão-Alcafache sem esperar pela chegada do Sud-Express, que vinha com 18 minutos de atraso.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *