Cultura, Gondomar

“Urban War” vencem FMMP – Gondomar

“Urban War”, “Comic Book” e “Bruno Espenhaço” foram as bandas escolhidas para a grande final da 16.ª edição do Festival de Música Moderna de Gondomar. O Festival, que arrancou no dia 13 de Agosto, trouxe um total de 12 bandas para actuação no Anfiteatro do Largo do Souto.

Depois de quatro noites de sábado inteiramente dedicadas à nova música moderna portuguesa, a grande final, realizada a 3 de Setembro, definiu os “Urban War” como vencedores da 16.ª edição do Festival. Em segundo lugar ficaram os “Comic Book” e, logo depois, “Bruno Espenhaço”.

Mas mais importante do que as classificações, como fizeram questão de referir todos os participantes, era a oportunidade de participarem num evento com estas características – e darem a conhecer as novas sonoridades da música moderna portuguesa.

Em dia de final, a noite foi complementada com actuações de dança por parte de duas colectividades de Gondomar. Os “Cruzadores de Fânzeres” e o Orfeão de Gondomar trouxeram, durante os intervalos das actuações, várias coreografias.

Depois da actuação das três bandas, e da votação dos elementos do júri, era então altura de divulgar o vencedor e proceder à entrega de prémios. O Vereador do Pelouro da Cultura da Câmara de Gondomar, Fernando Paulo, teria a responsabilidade de entregar o prémio aos “Urban War”.

A iniciativa, que já vai na sua 16.ª edição consecutiva, é promovida pela Associação Festival de Gondomar – contando com o apoio do Pelouro da Cultura e Juventude da Câmara Municipal. Pretende-se, com este concurso, para além de animar as noites de Verão, proporcionar “palco” para os grupos “menos conhecidos”. E, no Festival de Música Moderna Portuguesa de Gondomar, já se deu oportunidade a mais de um milhar de bandas de, num palco especial, com condições únicas, apresentarem as suas músicas e os seus projectos.

Para a história, além dos vencedores, ficam os nomes das bandas participantes. “Industrial 3”, “Bluffer”, “Moonshade”, “Insane Slave”, “Carnival Night”, “Salvia”, “Comic Book”, “Benzina”, “Urban War”, “Stone Rust”, “Bruno Espenhaço” e “Mouros & Tripeiros” foram as 12 bandas escolhidas para esta edição. E, este ano, à semelhança de edições anteriores, o Festival contou com a presença de bandas amadoras vindas de quase todo o país.

 

Os “Urban War” são uma banda de Metal/Groove/Alternativo da cidade do Porto. Desde o início, os “Urban War” apostaram nas actuações ao vivo – consideradas, por muitos, como o ponto forte da banda.

Fundada em 2005, integram, actualmente, quatro elementos: Emanuel Pereira (bateria), Pedro “Bobby” (voz), Pedro Veloso (guitarra e voz) e Filipe Teixeira (baixo).

Cantam em português e inglês. Com sonoridades bem marcadas. Aliás, referiu “Bobby” durante a fase de eliminatória, quando subiram ao palco, que “a nossa música não é aquilo que vos possa parecer”.

Já contam, nestes seis anos de existência, com mais de seis dezenas de actuações. Já editaram uma “demo” e um EP, estando, agora, empenhados noutros dois projectos: gravação de um vídeo e de um álbum.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *