Santo Tirso, Sociedade

Centro Interpretativo do Monte do Padrão com 3 900 visitantes/ano – Santo Tirso

O Centro Interpretativo do Monte Padrão – equipamento construído de raiz pela Câmara Municipal de Santo Tirso num investimento de 500 mil euros e que contou com o co-financiamento do POC (Medida 3.9.) – foi inaugurado no dia 20 de Abril de 2008 e constitui a pedra basilar do projecto de estudo, valorização, musealização e dinamização da área arqueológica existente no Castro de Monte Padrão, sito na Freguesia de Monte Córdova, Concelho de Santo Tirso.

O Centro Interpretativo do Monte Padrão (CIMP) recebe, em média, 3 900 visitantes por ano, e a sua existência visa cumprir os seguintes objectivos:

– Promover a reabilitação e valorização de um importante conjunto patrimonial de carácter arqueológico e arquitectónico;

– Valorizar o estudo de um conjunto arqueológico com alta relevância científica, com características únicas, que tornam o espaço adequado à interpretação da ocupação do território no decorrer de um largo período de tempo;

– Sublinhar a importância da complementaridade entre o património arqueológico e ambiental;

– Desenvolver um espaço (CIMP) com aptidões de natureza museológica, pedagógica, turística e de apoio ao trabalho de investigação;

– Potencializar os recursos disponibilizados para a promoção turística da região.

Importa referir que o Castro do Monte Padrão constitui uma das principais referências culturais do Concelho de Santo Tirso. A sua presença, de grande destaque na paisagem, aliada à carga histórica que possui, decorrente da intrínseca ligação a uma das mais ilustres personagens da sociedade medieva, S. Rosendo, afirma-se na região como um bem de elevado interesse histórico e arqueológico. Este vínculo, de grande relevância simbólica, faz com que o imóvel transcenda a sua natureza enquanto objecto científico, e se projecte como um marco intemporal associado ao processo de reconquista do território que mais tarde viria a ser Portugal.

O Castro do Monte do Padrão localiza-se na Freguesia de Monte Córdova, Concelho de Santo Tirso, Distrito do Porto, a poucos quilómetros a sudeste da sede do concelho. O imóvel encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 1910, inicialmente com a designação de Castro de Monte Córdova (Decreto-Lei de 16 de Junho de 1910), tendo sido rectificada a sua denominação para Castro do Monte do Padrão em 1951 (6 de Novembro de 1951, Decreto-Lei n.º 38491, art. 3). O seu topónimo ficou a dever-se ao achado ocasional de uma cruz, de dupla face, que constituiria o remate de um cruzeiro, ocorrido no segundo quartel do século XVIII, que estaria instalado no adro da igreja paroquial ai localizada até meados do séc. XVII, e que deu origem à edificação da capela do Nosso Senhor do Padrão, construída no sopé do castro em 1738.

Actualmente, o Castro do Monte Padrão ocupa um lugar de destaque no panorama da Arqueologia do norte de Portugal, cujo interesse científico tem vindo a ser evidenciado pelos resultados das intervenções arqueológicas realizadas nas duas últimas décadas. Os elementos crono-estratigráficos identificados no Padrão documentam uma longa ocupação que tem início no Bronze Final e se prolonga até ao 2º quartel do séc. XVII, registando-se um hiato considerável entre o terminus da ocupação romana e a Alta Idade Média.

Consciente do interesse arqueológico-científico que esta área arqueológica do Monte Padrão tem, a Câmara Municipal de Santo Tirso acaba de adquirir, pelo preço de 57 500 euros, mais uma parcela de terreno com a área de 50 688 m2 que passará a integrar esta importante estação arqueológica.

O Centro Interpretativo do Monte Padrão (CIMP) dá apoio às Escolas, recebendo visitas de estudo e preparando debates sobre arqueologia sempre que isso for atempadamente solicitado pelos professores. Telefone – 252830400; Fax – 252856534 ou Email – mmap@cm-stirso.pt.

CIMP – Horário

– Verão (Abril a Setembro) – Terça a Sexta-feira: 9 – 17 horas; Sábado e Domingo: 14 – 19 horas

– Horário de Inverno (Outubro a Março) – Segunda-feira a Sexta-feira: 9h00 | 17h00

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *