Mangualde, Sociedade

Construção da ETAR na localidade de Almeidinha em Mangualde

A construção da ETAR – Estação de Tratamento de Águas Residuais – na localidade de Almeidinha já arrancou. A empreitada representa um investimento da autarquia mangualdense de cerca de 184 mil euros.

 

Com a construção deste equipamento vai ser possível melhorar o tratamento das águas residuais domésticas, respondendo às necessidades de tratamento do efluente produzido por cerca de 1000 habitantes, e despoluir a linha de água, melhorando o ambiente do município. É de salientar que, a sua linha de tratamento baseia-se num processo biológico de lamas activadas em arejamento prolongado.

 

Para o presidente da Câmara Municipal de Mangualde, João Azevedo, “esta obra pública é de grande importância e vem resolver um problema de muitos anos: o tratamento inadequado das águas residuais de um milhar de pessoas”. O autarca afirmou ainda que “é um investimento em infra-estruturas básicas de grande importância para as populações e para o meio ambiente”. João Azevedo acrescenta que “as necessidades do concelho em matéria de ETAR são grandes e que o plano desenvolvido pela autarquia para suprir estas necessidades em todo o território representa milhões de euros de investimento que não tem qualquer tipo de comparticipação financeira” e “por isso este é um investimento com 100% de capitais da autarquia mangualdenses ao contrário do passado recente quando, para estas obras, existiam fundos comunitários que rondavam os 75% de comparticipação financeira”. O edil mangualdense concluiu que “este tipo de investimento vai continuar a ser uma prioridade da autarquia e que tudo fará para dotar o concelho de uma rede de equipamentos de ETAR”.

 

Esta obra inclui, para além da construção da ETAR, a construção do edifício de exploração, a pavimentação do recinto, a vedação da parcela, o emissário final de descarga do esgoto tratado no meio receptor, o tratamento do acesso à ETAR e o levantamento de muros de limite de propriedade.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *