Sociedade

EXPONOR assenta CONCRETA nos quatro pilares do sector

São os quatro desafios primordiais da fileira e os seus pilares de sustentação para os tempos que se avizinham. Reabilitação, sustentabilidade, internacionalização e competitividade constituem, ao mesmo tempo, as traves-mestras da próxima CONCRETA – Feira Internacional de Construção e Obras Públicas, que tem em marcha a 25.ª edição e um encontro com o sector de 18 a 22 de Outubro próximo, na EXPONOR (informações detalhadas em www.concreta.exponor.pt).

A campanha já arrancou e, pela voz do director do certame da Feira Internacional do Porto, José Martins, a mensagem é simples: «A conjuntura de crise veio acentuar o que o tecido empresarial e associativo já sabia e trabalhava, inclusive em eventos dedicados ao sector. Reabilitação, sustentabilidade, internacionalização e competitividade encerram – mais do que nunca – o presente e o futuro da construção. Erguemo-los, por isso, como bandeiras da CONCRETA 2011».

O esforço organizativo contará com a ajuda extra do ENDIEL – Encontro para o Desenvolvimento do Sector Eléctrico e Electrónico, que (fruto da parceria com a Associação Portuguesa das Empresas do Sector Eléctrico e Electrónico -ANIMEE) decorrerá simultaneamente, e, para além de ganhar expressividade na feira propriamente dita, claro está, conhecerá um enfoque especial por via das actividades paralelas em preparação.

«As Cidades e a Reabilitação Urbana» é o tema em que a Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI) está a trabalhar, para criar na mostra um momento de reflexão e debate. Já a Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção e a Societat Orgànica (de Barcelona) promoverão, por sua vez, conferências sobre a importância da sustentabilidade na construção.

A instituição catalã tem, aliás, o “caderno de encargos” da jornada já disponível: explicar quais as principais estratégias de sustentabilidade actualmente aplicadas no âmbito da arquitectura ibérica, numa perspectiva que parte de uma escala ampla, territorial, para depois confluir numa escala menor, designadamente a dos materiais de construção. Em carteira estão sub-temas como a estratégia “verde” de Santiago de Compostela; as cidades com baixo nível de emissões de dióxido de carbono; a arquitectura vernácula e o bioclimatismo; o resgate da eficiência energética das construções já edificadas; e o encerramento do ciclo dos materiais utilizados em edifícios novos e em produtos de construção.

O traço forte da arquitectura

A arquitectura voltará a estar em grande na CONCRETA 2011. Inclusive no Centro de Congressos da EXPONOR, que voltará a acolher o ciclo de conferências, sob dinamização do gabinete Cannatà & Fernandes Arquitectos. Em parceria com a Agência de Energia do Porto e a Feira Internacional de Construção e Obras Públicas, o acontecimento ganhará também expressão literária – arquitectura e energia será o tema de mais um livro sob o signo da CONCRETA.

A questão energética conhecerá igualmente uma derivação de debate debaixo do guarda-chuva do ENDIEL, o Encontro Luso-afro-brasileiro para a Energia Eléctrica, que abordará as “Smart grids” e as energias renováveis.

O pilar da internacionalização, por seu turno, volta a contar com os préstimos do programa “EXPONOR International Buyers”, para a captação de comitivas empresariais estrangeiras, compradores e/ou decisores de firmas líderes e de mercados emergentes. Espanha, Polónia, PALOP e Brasil serão alguns dos países visados, com o envolvimento do Colégio dos arquitectos da Galiza, da Embaixada da Polónia e representantes de instituições públicas e empresariais brasileiras e de países africanos de língua oficial portuguesa, entre outros.

A CONCRETA (que mostrou as novidades de 4.273 empresas expositoras directas e recebeu um global de 426.237 visitas nas últimas seis edições) é há  24 realizações um momento de balanço e prospectiva do sector. Voltará  a sê-lo durante cinco dias em Outubro próximo, mostrando a necessária evolução do mercado da construção e a forma como se irá reflectir em materiais, processos, comportamentos e sinergias.

EVENTOS COMPLEMENTARES:

Conferência «Os níveis de acção e sustentabilidade»
Data: 21 de Outubro
Horário: das 10h30 às 14h00
Organização: EXPONOR/CONCRETA, com a colaboração da Societat Orgànica de Barcelona
Local: Auditório B4

Seminário «Novas Tecnologias de Consolidação de Solos: o Cutter Soil Mixing»
Data: 21 de Outubro
Horário: das 10h30 às 13h00
Organização: EXPONOR/CONCRETA e eng. Matos e Silva
Local: Auditório A3

Seminário Jurídico «Código dos Contratos Públicos: Experiência da sua Aplicação»
Data: 21 de Outubro
Horário: das 14h30 às 17h30
Organização: ATMJ – Sociedade de Advogados, R.L.
Local: Auditório A3

Lançamento do «Vocabulário para o Projecto Geotécnico»
Data: 21 de Outubro
Horário: 17h30 às 18h30
Organização: Eng.º José Matos e Silva, com a colaboração da EXPONOR/CONCRETA
Local: Auditório A3

Lançamento dos volumes I e II dos «Casos da História»
Data: 21 de Outubro
Horário: das 18h30 às 19h30
Organização: Eng.º José Matos e Silva e António Mattos e Silva, com a colaboração da EXPONOR/CONCRETA
Local: Auditório A3
SÍNTESE:

CONCRETA 2011

25.ª  Feira Internacional de Construção e Obras Públicas

Data: 18 – 22 de Outubro de 2011

Horário: das 10:00 às 20:00, todos os dias

Organização e local: EXPONOR – Feira Internacional do Porto (Matosinhos)

Periodicidade: bienal

Perfil do visitante: profissional e público (no sábado)

N.º  de empresas expositoras na última edição: 432

N.º  de empresas nacionais expositoras em 2009: 374 (87% do total)

N.º  de empresas estrangeiras expositoras há  dois anos: 58 (13% do total)

Países representados na exposição precedente: Espanha, Alemanha, Itália, Bélgica, Áustria, Brasil, China, França e Turquia

N.º  total de visitas recebidas na 24.ª  edição: 47.238

N.º  de visitas de compradores e/ou decisores estrangeiros: 803 (Espanha, Brasil, Alemanha, Bélgica, Polónia, França, Itália, Áustria, Cabo Verde, Turquia, China, Reino Unido, Dinamarca, Holanda, Suécia, Japão, Bulgária, Rússia, Líbano, Marrocos, Moçambique e Angola)

Em exposição:

Arquitectura de interiores; cerâmica de pavimentos, revestimentos, sanitários e torneiras; rochas ornamentais, pedra e vidro; cozinha e banho; iluminação, electricidade, domótica, robótica, novas tecnologias e informática; cimentos, argamassas, pré-fabricação e construção industrializada; carpintaria em madeira, PVC e metálica; madeiras e derivados; isolamento, impermeabilização e outros produtos para acabamentos; tintas e vernizes; restauro, requalificação e reabilitação; climatização, tubos e acessórios; máquinas, ferramentas e equipamentos para a construção e obras públicas; organismos oficiais e serviços; outros segmentos dos sectores envolvidos.

ENDIEL 2011

Encontro para o Desenvolvimento do Sector Eléctrico e Electrónico

Horário: das 10:00 às 20:00, todos os dias

Organização: Associação Portuguesa das Empresas do Sector Eléctrico e Electrónico (ANIMEE) e EXPONOR – Feira Internacional do Porto

Sectores em exposição: Máquinas eléctricas e industriais; aparelhagem e equipamentos; cablagens; sistemas de medida, controlo e automatismos; soluções electrónicas e de telecomunicações; componentes electrónicos; pilhas e acumuladores; lâmpadas e material para iluminação; aparelhagem ligeira de instalação; electrónica de consumo; electrodomésticos; aparelhagem eléctrica e electrónica para indústria automóvel; engenharia de software e sistemas de informação; serviços de telecomunicações complementares e de valor acrescentado; segurança, higiene e saúde no trabalho; ambiente; formação.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *