Cultura, Póvoa de Varzim

Feira do Livro sugere teatro, música e literatura para este fim-de-semana – P. Varzim

Aproxima-se o fim-de-semana e a Feira do Livro continua a oferecer um programa de actividades variado com propostas apetecíveis, mesmo à beira-mar.

Amanhã à tarde, dia 6 de Agosto, a partir das 16h30, o espaço da Feira contará com a animação do Varazim Teatro.

À noite, pelas 22h00, terá lugar a apresentação do livro Divagações à Flor da Alma e do Mar, de Donzília Martins, um dos livros concorrentes ao Prémio Fundação Dr. Luís Rainha Correntes d’ Escritas 2011. Esta actividade estava, inicialmente, agendada para ontem à noite mas a chuva impediu a sua realização.

No domingo, dia 7, às 16h30, irá realizar-se um Concerto pela Banda Musical da Póvoa de Varzim, no palco do Passeio Alegre.

Às 18h30, Sérgio Luís de Carvalho irá apresentar a sua mais recente publicação na Feira do Livro, O Segredo de Barcarrota.

 

Sinopse:

Barcarrota, Verão de 1556. Em Barcarrota, o médico cripto-judeu Francisco de Penharanda leva uma vida pacata. Contudo, algumas sombras toldam a sua vida (e a sua fé). Numa época em que as trevas da inquisição se adensam, o médico tem de rezar em clandestinidade, contando com a cumplicidade dos vizinhos e até do pároco local, frei Miguel de Santa Cruz, um bizarro clérigo que garante conversar com o diabo. Mas uma sombra ainda mais espessa o macera. A sua mulher, dona Guiomar, padece de uma doença mental degenerativa que lhe abrevia os momentos de lucidez. Desenganado já da sua inútil medicina, Francisco de Penharanda volta-se para terapias cada vez mais estranhas e interditas. Para tal conta com o auxílio de um antigo discípulo, o português Fernão Brandão, médico em Olivença. É esta importante personagem quem lhe fornece os livros esotéricos (de quiromancia, de astrologia, de exorcismo) com que o velho médico tenta, em desespero, sarar a mulher.

Porém, de mês para mês, o ambiente na vila piora. Frei Miguel de Santa Cruz é substituído por Frei Ruiz do Monte Sinai, um frade que oscila entre uma indisfarçável simpatia e um atroz calculismo, sempre enquadrados por uma cultura enciclopédica. No Outono de 1556, a vila muda drasticamente. O cerco aperta-se sobre o médico. Num momento de lucidez, dona Guiomar apercebe-se do risco que o marido corre. A meio da noite abandona a sua casa e suicida-se nas profundezas da ribeira de Alcarrache, perto da vila, onde a família tem um moinho e onde há anos haviam enterrado os objectos rituais da sua fé judaica. A morte de dona Guiomar liberta Francisco de Penharanda.

 

Sobre autor:

Sérgio Luís de Carvalho nasceu em Lisboa em 1959.

Licenciou-se em História (1981) e é mestre em História Medieval (1988). Profissionalmente é Director Científico do Museu do Pão.

Publicou os romances Anno Domini 1348 (Edição C. M. S., 1990; Prémio Literário Ferreira de Castro 1989; finalista do Prémio Jean Monnet de Literatura Europeia, Cognac 2004 e finalista do Prémio Amphi de literatura Europeia Lille 2005), As Horas de Monsaraz (Campo das Letras, 1997), El-Rei-Pastor (Campo das Letras, 2000), Os Rios da Babilónia (Campo das Letras, 2003) e Retrato de S. Jerónimo no seu Estúdio (Campo das Letras, 2006).

Alguns dos seus romances estão traduzidos e publicados em França e Espanha. É ainda autor de vários livros de investigação histórica e literatura juvenil.

 

O programa pode ser consultado na íntegra no portal municipal, local onde também poderá seguir, através de notícias e imagens, o dia-a-dia da Feira do Livro da Póvoa de Varzim.

A Feira do Livro funciona de domingo a quinta das 16h00 às 24h00 e às sextas e sábados das 16h00 à 1h00. No seu último dia, 15 de Agosto e feriado em honra de Nossa Senhora da Assunção, a Feira está aberta das 15h00 às 24h00.

São mais de 200 as editoras representadas, repartidas por 40 stands onde se podem encontrar livros para todos os gostos, incluindo exemplares de edições poveiras, disponíveis num stand preparado para o efeito, e até livros usados ou antigos, já que na Feira vão estar presentes alfarrabistas.

Organizada pelo Pelouro da Cultura da Câmara Municipal, a Feira do Livro é uma das actividades mais concorridas no Verão poveiro, fruto dos milhares de veraneantes que por esta altura visitam o município.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *