Santo Tirso, Sociedade

550 mil euros para remodelar a Piscina Municipal de Santo Tirso

550 mil euros é o montante que a Câmara Municipal vai investir nas obras de requalificação da Piscina Municipal para assim oferecer aos seus muitos utentes as melhores condições. Tratando-se de um equipamento com grande utilização pública esta infra-estrutura está sujeito a grande desgaste.

Lembramos que a piscina municipal foi inaugurada em 1983, tendo sofrido uma remodelação profunda no início da década de 90. Desde essa data, têm sido executadas reparações para colmatação de deficiências pontuais. Está, por isso, na altura de intervir mais profundamente.

A Câmara Municipal, consciente do papel social da piscina municipal, atestada pelo grande número de utilizadores, desenvolveu um projeto que, apesar de constituir uma remodelação profunda está preparado para ser executado no mais curto possível espaço de tempo.

As obras incidirão sobre os balneários, que serão totalmente remodelados e sobre a nave que cobre os tanques – a qual vai ter uma nova cobertura. Estas obras para além de melhorarem aspectos de utilização destinam-se a conseguir um melhor comportamento térmico e consequentemente um melhor desempenho energético e ambiental. Vão ser reformuladas todas as redes de abastecimento de água, de saneamento e eléctrica e o sistema de aquecimento e renovação de ar. Vai ainda ser substituído o sistema de aquecimento e tratamento de água dos tanques.

Estas obras vão iniciar-se ainda no mês de Setembro e está previsto um prazo de duração de 105 dias pelo que, se tudo decorrer dentro da normalidade, a piscina poderá reabrir no início de 2012.

Esta obra vai ser adjudicada através de Concurso Público Nacional o que aumenta os prazos para a execução. De referir ainda que, antes do início das obras, terá que ser desmontado todo o equipamento existente e avaliado a seu possível reaproveitamento neste ou noutros equipamentos.

A Câmara Municipal tudo fará para que as mesmas decorram com a maior celeridade e tentará, na medida do possível, encontrar alternativas para que a população continue a poder aceder à prática desportiva.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *