Cultura, Póvoa de Varzim

Público vibrou com actuação da Orquestra da Juventude de Bremen, na Póvoa de Varzim

A Igreja São José de Ribamar acolheu, na passada sexta-feira à noite, 29 de Julho, centenas de pessoas que não quiseram perder a oportunidade de assistirem ao concerto da Orquestra da Juventude de Bremen.

De facto, foi enorme a afluência do público, vindo de proveniências diversas, para além da Póvoa de Varzim, que se manifestou interessado em escutar este agrupamento musical juvenil composto por 63 músicos, dos quais 51 são residentes e os restantes 12 são portugueses (quatro da Escola de Música da Póvoa de Varzim e oito da Casa da Música, Porto).

De salientar, a qualidade de execução dos músicos irrepreensível, sob a direcção de Stefan Geiger.

O maestro fez questão de transmitir aos jovens, sobretudo aos portugueses com quem contactava pela primeira vez, que, para além da execução da peça, há o sentir, a interpretação que cada um precisa de dar no momento em que executa a obra musical. Este, aliás, foi o mote essencial do contacto entre o maestro e os músicos que desde o dia 25, e até ao concerto, a 29 de Julho, realizaram ensaios diários na Póvoa de Varzim.

Quanto ao programa do concerto, destaque para a peça inédita – FREYJA – escrita pelo jovem compositor Cláudio Rocha Moreira, que esteve presente e foi agraciado pela organização. Por contraponto aos compositores clássicos que também foram interpretados, Mendelssohn e Schumann, Cláudio Moreira propôs uma composição marcadamente contemporânea, arrojada e, de certo modo, provocadora, sobre a saga escandinava entre o Deus Thor e Freyja, arrancando do público uma entusiasmada reacção de apreço, com aplausos de pé.

Abel Carriço, responsável pela Escola de Música da Póvoa de Varzim, realçou alguns aspectos da actuação, nomeadamente, a novidade da presença da Orquestra da Juventude de Bremen na nossa cidade, a juvenilidade dos seus elementos – entre os 13 e os 24 anos, e a diversidade de nações incluídas, desde a chinesa à portuguesa, com destaque para os poveiros. Do concerto, destacou a jovialidade e segurança transmitida pelos protagonistas, reconhecendo que as obras interpretadas não eram fáceis, sendo que uma delas estava a ser apresentada em estreia mundial. “Foi muito bom”, apurou, acrescentado que “foi o resultado de uma semana em que um trabalho bastíssimo se preparou”.

Esta é uma iniciativa de intercâmbio musical com a Escola de Música da Póvoa de Varzim e a Casa da Música, sob a égide da Câmara Municipal e da Associação de Amizade Póvoa de Varzim/Cidades Geminadas.

Francisco Casanova, Presidente da Associação de Amizade Póvoa de Varzim/ Cidades Geminadas, agradeceu a todas as entidades envolvidas, desde logo, à Câmara Municipal, na pessoa de Luís Diamantino, Vereador dos Pelouros da Cultura e Educação, à Escola de Música/ Associação Pró-Música, na pessoa do professor Abel Carriço, à Paróquia São José de Ribamar, ao Ministério da Juventude do Estado da Baviera, ao Goethe Institute. Estas entidades permitiram a realização do concerto, que inclui um estágio para doze portugueses, quatro da Escola de Música da Póvoa de Varzim e oito da Casa da Música, permitindo a aquisição de novos conhecimentos em termos técnicos e, obviamente humanos, revelou.

Para Francisco Casanova, a concretização deste projecto é importante pela sua riqueza pedagógica, tanto mais no ano em que a Póvoa de Varzim celebra 25 anos de geminação e a Associação de Amizade Póvoa de Varzim/ Cidades Geminadas 20 anos de vida. “A visita da Orquestra da Juventude de Bremen à Póvoa de Varzim vem assim confirmar que a geminação teve sempre um carácter prático, na nossa cidade, procurando envolver a comunidade, que vai para além do simples acto formal de um acordo de geminação”, explicou.

Este concerto fazia também parte do programa de iniciativas paralelas do 33º Festival Internacional de Música da Póvoa de Varzim. Poderá revivê-lo aqui.

Ontem, a Orquestra, dirigida por Stefan Geiger, actuou na Casa da Música, e nos 5,6 e 7 de Agosto irá dar continuidade ao intercâmbio musical na Alemanha, em St. Katharinen-Kirche, Braunschweig; Lutherkirche, Leer e Kirche Unser Lieben Frauen, Bremen, respectivamente.

Por estes dias, e até à sua partida, na quinta-feira, dia 4, os jovens participam em actividades de carácter lúdico pelo concelho.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *