Sociedade, Trofa

Trofa convidou crianças a desenhar Mascote para os Clubes da Proteção Civil

No sentido de incrementar o conhecimento e ação pró-activa junto da população acerca do tema da Protecção Civil, com especial enfoque nos acidentes naturais e tecnológicos, a Câmara Municipal da Trofa está a desenvolver uma ação de informação e sensibilização junto das escolas do Concelho.
 
Destinado aos alunos do Pré-escolar e 1.º Ciclo, foi criado um concurso, no qual participaram 9 escolas com 12 trabalhos, cujo propósito foi a criação e elaboração do conceito criativo para a mascote dos Clubes da Protecção Civil.
 
A par deste concurso, a Autarquia Trofense promoveu ontem, (26 de Maio) e novamente hoje (27 de Maio), ações de sensibilização e informação sobre a Prevenção e Segurança Rodoviária destinado aos alunos do 2º e 3º ciclo.
 
Esta ação de sensibilização tem como objetivos alertar as crianças e jovens para os perigos a que estão sujeitos no ambiente rodoviário, em especial enquanto passageiros de automóvel, e sensibilizá-los para a necessidade de adotar comportamentos promotores de segurança, em todas as circunstâncias. As ações são dinamizadas em conjunto com a Associação para a Promoção da Segurança Infantil (APSI).
Prémios
 
Todos os participantes no concurso da mascote para os Clubes da Proteção Civil do Concelho receberão uma enciclopédia digital sobre a temática Natureza e um diploma de participação. A escola vencedora receberá, ainda, uma máquina fotográfica digital. Os prémios serão entregues nas comemorações do Dia Mundial do Ambiente e Protecção Civil, que decorrerão no dia 1 de Junho no Parque Nª Srª das Dores – Dia Mundial da Criança.
 
Esta iniciativa está integrada na candidatura apresentada pela Câmara Municipal da Trofa ao Eixo Prioritário III – Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial – Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos – Ações imateriais, com a designação de Sistema de Prevenção e Gestão de Riscos Naturais e Tecnológicos do Concelho da Trofa, com um custo total elegível de 284 389,20 euros, até ao montante máximo de 199 072,44 euros de comparticipação pelo FEDER, correspondente  uma taxa de co-financiamento de 70% do custo total elegível da operação.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *