Amadora, Sociedade

Campanha de Recolha de Ajudas Técnicas na Amadora

Está a decorrer uma Campanha de Recolha de Ajudas Técnicas, que tem como principal objectivo prestar apoio à população residente com baixos recursos económicos e em situação de dependência ou incapacidade. 

Ajudas Técnicas são os dispositivos de compensação destinados à reabilitação das pessoas com deficiência/dependência, visando garantir a sua autonomia/mobilidade e participação plena na sociedade. 

Bengalas, andarilhos, bengalas para invisuais, cadeiras de rodas, cadeiras para banho, canadianas, camas articuladas, colchões/almofadas anti-escaras, cadeirões, entre outros, são exemplos de ajudas técnicas que qualquer pessoa ou entidade pode doar, quer estejam novas ou semi-novas. 

Esta Campanha insere-se no âmbito do Banco Municipal de Ajudas Técnicas (BMAT), que teve início em 2008, resultando de uma parceria entre a Câmara Municipal da Amadora (CMA) e a Cruz Vermelha Portuguesa – Delegação da Amadora (CVP). 

Banco Municipal de Ajudas Técnicas

A génese da intervenção do BMAT assentou no conhecimento da existência de um número significativo de munícipes em situação de dependência, com necessidades de utilização de Ajudas Técnicas e sem capacidades económicas para fazer face à sua aquisição.  

O BMAT nasceu para disponibilizar equipamentos indispensáveis à autonomia e integração de pessoas com dependência permanente ou temporária, possibilitando uma melhoria de cuidados na dependência, gratuita para munícipes com rendimento per capita inferior ao Complemento Solidário para Idosos (CSI).  

Dados sobre o BMAT

Os utentes do BMAT são maioritariamente do sexo feminino, reforçando-se esta tendência em 2010, onde 61% dos pedidos efectuados foram provenientes de mulheres. 

Relativamente às idades dos utentes constata-se que as médias apresentadas em 2009 e 2010 são de 74,5 e 70,8 anos, respectivamente. Em 2010, verificou-se uma descida da média de idades, devido ao pedido de cadeiras de rodas para crianças/jovens.

Notou-se ainda uma mudança de percepção do Banco, por parte das Instituições/utentes. Se inicialmente se considerava que as ajudas técnicas eram dirigidas apenas para idosos, a tendência é para se entender este tipo de resposta para pessoas com algum tipo de limitação física, independentemente da sua idade.

O número de pedidos tem aumentado ao longo dos anos, registando-se uma maior incidência nas camas articuladas e cadeiras de rodas. 

INFORMAÇÕES

Câmara Municipal da Amadora

Departamento de Educação e Desenvolvimento Sócio Cultural

Divisão de Intervenção Social

Travessa de Santa Teresinha S/N, Brandoa

Telefone: 21 436 90 53

E-mail: accao.social@cm-amadora.pt

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *