Economia

Exploração económica do mar acerta GPS para 41º 12’01.29 N – 8º 41’27.65 O…

     41º  12’01.29 N – 8º 41’27.65 O são as coordenadas do geoposicionamento por satélite (GPS) da maior concentração empresarial e de interessados pelo futuro da economia marítima do País, de 16 a 19 de Junho próximo. FÓRUM DO MAR é o nome do acontecimento e, durante quatro dias, terá na EXPONOR o seu “porto de abrigo”.

     Uma das âncoras do evento é a conferência que, no Centro de Congressos da Feira Internacional do Porto, ocupará todo o dia 17. A iniciativa garantiu já – para a reflexão e o debate subsequentes – contributos de estudiosos que são autoridades mundiais nas matérias em destaque (ver detalhes em www.forumdomar.exponor.pt).

     Um deles é Steve Scott, professor da Universidade de Toronto, fundador da “International Marine Minerals Society” e um dos maiores especialistas internacionais em quase todos os assuntos relacionados com jazigos minerais de sulfuretos maciços. No FÓRUM DO MAR, a abordagem de Steve Scott (um orador que habituou plateias inteiras a palestras empolgantes) versará sobre a exploração dos recursos no subsolo marinho e está prevista para o painel de arranque, com início marcado para as 11 horas.

     Nele participará  também Marcel Jaspars, professor de Química na Universidade de Aberdeen e um reconhecido investigador em biotecnologia marinha. Levará à tribuna os grandes desafios europeus do presente e do futuro na área.

     Ambos tentarão demonstrar o potencial dos recursos marinhos da plataforma continental portuguesa e não deixarão de conduzir a audiência pelo estado da arte da tecnologia aplicada na exploração e monitorização dos ecossistemas e dos recursos subaquáticos.

     Vicente Pérez Muñuzi, da MeteoGalicia, e Ricardo Serrão Santos, da Universidade dos Açores, também já confirmaram as respectivas presenças no painel de reflexão. 

Extensão da plataforma continental lusa

em tempo de balanço

     Outra das personalidades igualmente confirmadas, e que intervirá no painel sobre governância e sustentabilidade dos oceanos (às 16,45 horas), é Manuel Pinto de Abreu, responsável máximo pela Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental portuguesa. A qual poderá – a médio prazo – contemplar uma área correspondente à da actual União Europeia, isto se o parecer da Organização das Nações Unidas for favorável aos fundamentos jurídicos e científicos que permitem ao nosso País acalentar a expectativa de poder ver alargados – para quase o dobro – os limites da sua Zona Económica Exclusiva.

     Este painel contará também com as prestaçções de Miguel Marques, da Price Waterhouse Coopers, e de Marta Chantal Ribeiro, da Universidade do Porto.

     Para além das intervenções certas dos presidentes da Associação Empresarial de Portugal (AEP), José António Barros, e do Oceano XXI – Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar, António Nogueira Leite, a Organização, que está a ultimar o alinhamento da conferência, prevê ainda contributos de representantes de várias instituições e organismos públicos – a anunciar brevemente.

     Mas, transcendendo a reflexão, o tridente do FÓRUM DO MAR é igualmente composto de mais duas ponteiras.

     Uma delas é a feira propriamente dita, onde, simultaneamente à exploração das oportunidades de negócio, se aprofundarão as redes de relação e cooperação entre os protagonistas do sector e se apresentarão os produtos e tecnologias com aplicação ao meio marinho. 

Navio Zaire recebe visitas

     A outra dimensão do evento abre aos visitantes diversas actividades paralelas “outdoor”, ligadas ao mar. Desenvolver-se-á nas instalações de Leça da Palmeira da Administração dos Portos do Douro e Leixões (APDL) e do rol de iniciativas fazem parte saídas de mar (entre Leixões e a foz do Rio Douro), visitas ao Porto de Leixões e ao navio da Marinha portuguesa “NRP Zaire”, oficinas de animação sobre tecnologias marinhas com recurso à robótica, apresentação dos resultados dos trabalhos sobre a extensão da plataforma continental portuguesa, exposição sobre o mar, vela e surf, entre outras, que contarão com o apoio da Estrutura de Missão para os Assuntos do Mar.

     O FÓRUM DO MAR resulta de uma parceria entre a AEP e a Oceano XXI. Esta última agrega cerca de 50 parceiros, envolvendo empresas, associações empresariais, universidades, centos de investigação e desenvolvimento (I&D) e outras organizações de carácter associativo – implicando áreas como a ciência e tecnologia marinhas, pesca, aquacultura e processamento de pescado, energia, actividades portuárias, transportes, náutica recreativa, logística, ambiente, novos produtos e materiais, construção e reparação naval, defesa, cultura e turismo -, e tem na sua rota projectos (em marcha e planeados) num valor global aproximado aos 120 milhões de euros. 

SÍNTESE:

    FÓRUM DO MAR
    Data: de 16 a 19 de Junho de 2011
    Organização: EXPONOR – Feira Internacional do Porto
    Co-organizador: Associação Oceano XXI – Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar
    Apoios: Secretaria de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar, Estrutura de Missão para os Assuntos do Mar, Administração dos Portos do Douro e Leixões
    Local: EXPONOR – Feira Internacional do Porto (Leça da Palmeira – Matosinhos)
    Sectores em exposição: administração central e local; serviços financeiros e seguros; turismo marítimo e náutica de recreio; serviços marítimos e institucionais; transportes marítimos e infra-estruturas portuárias; pesca, aquicultura, conservação e transformação do pescado; energia e ambiente; construção e reparação naval; novos produtos e materiais e tecnologias marinhas; vestuário e calçado
    Perfil do expositor: empresas industriais e de serviços; associações empresariais; organismos públicos; centros de investigação e desenvolvimento e respectivas entidades de intermediação de todos os sectores que se enquadram na economia do mar.
    Perfil do visitante: empresários e decisores; responsáveis e técnicos de empresas e da administração pública; engenheiros e projectistas; técnicos de laboratório; docentes e investigadores; outros profissionais ligados à temática do mar; público em geral. 
Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *