Celorico de Basto, Sociedade

Celorico de Basto abriu Loja Social

“Numa sociedade cada vez mais individualista importa impulsionar o trabalho em comunidade, porque só em conjunto somos capazes de ultrapassar as maiores dificuldades e ajudar aqueles que mais precisam.” Foi desta forma que o presidente da autarquia deu início à cerimónia de inauguração da Loja Social.
O programa contemplou uma sessão de esclarecimentos onde foram abordados alguns pontos que marcam o panorama do Voluntariado em Celorico de Basto e contou com a presença de figuras de destaque do concelho que têm uma voz activa em diversos actos que implicam a solidariedade.
A sessão centrou-se na inauguração da Loja Social, mais um equipamento, ao dispor da população, que pretende ser um complemento às outras respostas sociais existentes no concelho.
 Esta resposta social estará em funcionamento dois dias por semana (3ª e 5ª feira de manhã) e contará com duas voluntárias responsáveis pelo bom funcionamento do serviço.
No dia de inauguração o presidente da Câmara, Joaquim Mota e Silva, apelou ao apoio de todos para que o trabalho social tenha um maior reflexo. “Estas acções prestigiam a comunidade, pelo bem que se faz, pelas acções que se tomam”. 
Esta cerimónia ficou ainda marcada pela doação de equipamento que vai ajudar à mobilidade e ao desenvolvimento intelectual de duas pessoas portadoras de deficiência.
Com certeza, que este dia ficará na memória de duas pessoas que necessitavam de equipamentos fulcrais para a continuidade da sua vida de forma mais digna.
Um senhor recebeu um computador pelas mãos do presidente da autarquia que marcou assim o seu progresso na aprendizagem.
Note-se que este homem apresenta dificuldades de aprendizagem e de dicção e está a ser acompanhado, duas vezes por semana, por uma professora voluntária. A sua evolução permite-lhe agora mudar de patamar de ensino e entrar na área da informática.
Na sessão foi também entregue uma grua eléctrica a um jovem que sofre de distorcia muscular progressiva. Com este mecanismo os familiares do rapaz terão maior facilidade em cuidar dele uma vez que se encontra num estado avançado da doença e dependente de terceiros.
Nesta acção, o edil mencionou que “é necessário reforçar o espírito voluntário para que as diversas entidades, Bombeiros, Centro de Saúde, Cruz Vermelha, IPSS’s e outras, possam ser capazes de transformar o bem individual num bem comum. Pretende-se assim chegar mais perto do próximo com campanhas de proximidade onde implica a colaboração de todos”, concluiu. 
Note-se que o Banco Local de Voluntariado já existe em Celorico de Basto desde 18 de Junho de 2009, e desde então, tem levado a cabo diversas campanhas com o intuito de ajudar quem mais precisa.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *