Oliveira de Azeméis, Sociedade

Oliveira de Azeméis comemora aniversário sem medo do futuro

O presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro, recorreu-se dos 200 anos de história do município para exaltar o orgulho e a capacidade dos oliveirenses no dia do 27º aniversário de elevação a cidade.
As comemorações envolveram a realização da assembleia «Políticos de Palmo e Meio», a apresentação do projecto bibliomóvel, uma carrinha itinerante destinada a levar a leitura à população mais isolada do concelho, e a reedição da obra «Annaes» do município.
«A cidade de Oliveira de Azeméis tem orgulho no passado, confiança no presente e esperança no futuro», afirmou Hermínio Loureiro num discurso onde destacou o talento e o empreendedorismo oliveirense ao longo de várias gerações.
Associando o passado à actualidade, o autarca garantiu que «não iremos baixar os braços e tudo faremos para que Oliveira de Azeméis continue a ser uma referência nacional».
«Continuamos a criar riqueza e emprego e manteremos estes níveis de exigência», disse Hermínio Loureiro, garantindo que «Oliveira de Azeméis é um concelho com futuro onde as dificuldades serão sempre transformadas em oportunidades».
Num discurso entre o passado e o futuro, Hermínio Loureiro disse que o município está a reforçar as bases do desenvolvimento através de projectos estruturantes nas áreas da educação, do ambiente e da competitividade.
«O município ocupa o sétimo lugar das exportações na região norte e com a criação da Área de Acolhimento Empresarial de Ul-Loureiro iremos aumentar ainda mais a nossa competitividade», afirmou, anunciando estarem criadas as condições para «ser lançado o concurso do Parque do Cercal» que integrará as novas instalações da Escola Superior Aveiro Norte.
Na área da educação está ainda no bom caminho a transformação da Escola Superior de Enfermagem em Escola Superior de Saúde.
A concessão das redes de abastecimento de água e saneamento também está a avançar estando a ser «concluído o processo» que permitirá o lançamento do concurso e o início das obras.
No ambiente, Hermínio Loureiro destacou o investimento de 4,1 milhões de euros na requalificação do parque de La Salette, a valorização do rio Caima e do parque temático molinológico e a criação da paisagem protegida do rio Antuã.
O autarca recordou que a reedição dos «annaes« – a obra mais completa até hoje sobre a história do município – era «um sonho dos homens ligados à cultura».
«É uma obra de incalculável valor que, ao ser lida, reforça o orgulho dos oliveirenses». Uma característica que levou Jorge Silva, presidente da Assembleia Municipal, a defender que Oliveira de Azeméis «é uma cidade de referência em termos regionais e nacionais» e «respeitada nos quatro cantos do mundo» devido ao esforço e trabalho e à projecção das suas empresas à escala global.
Sobre as dificuldades e o futuro, Jorge Silva mostrou tranquilidade porque os oliveirenses sabem encontrar as melhores soluções, demonstrando, ao longo de gerações «uma capacidade invulgar de adaptação a novas realidades».
Também para Ramiro Rosa, presidente da junta de Oliveira de Azeméis, a cidade é «sinónimo de desenvolvimento constante».

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *