Gondomar, Sociedade

Prémios BES para Gondomar

Realizou-se, no dia 9 de Maio, a cerimónia do “Prémio BES Biodiversidade 2011”. Num evento que contou, entre outros, com as presenças da Ministra do Ambiente, Dulce Pássaro, e do presidente do BES, Ricardo Salgado, foram premiados, “ex aequo”, os projectos da “Bioalvo” (banco de dados de extractos naturais) e da “Fertiprado” (conservação de pastagens ricas em leguminosas). Mas, saliente-se, o Concelho de Gondomar esteve em considerável destaque – ao vencer duas menções honrosas. O Parque Aventura da LIPOR e o projecto de “Recuperação do peixe-migrador da bacia hidrográfica do Douro: lampreia-marinha”, da empresa “Planeta Vivo”, foram projectos igualmente premiados pelo BES.

A quarta edição deste prémio, pioneiro no sector financeiro em Portugal, visou distinguir projectos empresariais dirigidos à protecção do ambiente – ou reveladores de um compromisso para com a biodiversidade. Estes prémios são, actualmente, a maior distinção nacional para trabalhos de investigação e de actividade empresarial em conservação ambiental.

De recordar que este prémio foi lançado em 2008 pelo Banco Espírito Santo (em parceria com o Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos – Universidade do Porto), atribuindo, anualmente, 75.000 euros para apoio a projectos e iniciativas inovadoras de investigação, conservação e gestão da diversidade biológica em Portugal. 

Os projectos distinguidos

– Parque Aventura da LIPOR

O Parque Aventura da LIPOR foi distinguido com o “Prémio BES Biodiversidade 2011” por ser um local que mantém a conservação e a gestão da diversidade biológica em Portugal. O Parque Aventura da LIPOR pretende ser um espaço de promoção da actividade física, da alimentação saudável, do respeito pelo ambiente e de socialização (formação integral do indivíduo).

– Planeta Vivo

Foi em Junho de 2008 que arrancou o projecto da “Planeta Vivo” para o repovoamento de lampreia-marinha na bacia hidrográfica do Rio Douro. Na ocasião foram lançadas 50.000 larvas de lampreia na Bacia do Douro, uma acção desenvolvida no Rio Sousa e que contou, na altura, com a presença de Valentim Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Gondomar.

Este projecto, desenvolvido pelo Centro de Investigação Ambiental – Planeta Vivo, tem como principais objectivos a avaliação da distribuição e a abundância de diferentes espécies migradoras na bacia do Douro, identificando potenciais locais de desova para elaborar um plano de conservação. Plano que inclui, também, a avaliação do potencial de reprodução artificial de lampreia marinha – com vista à sua reintrodução em locais actualmente inacessíveis aos adultos reprodutores.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *