Reguengos de Monsaraz, Sociedade

Parque da Cidade de Reguengos de Monsaraz com representação do Rio Guadiana e das descargas de água da Barragem de Alqueva

O Parque da Cidade de Reguengos de Monsaraz vai ser inaugurado no domingo, dia 15 de Maio, pelas 18h30, após as obras de recuperação e de modernização do jardim municipal, orçadas em 1,52 milhões de euros. No Parque da Cidade está representado o troço do Rio Guadiana dentro do concelho de Reguengos de Monsaraz, com a nascente e o leito do rio (incluindo as azenhas e os moinhos), mas também a Barragem de Alqueva através das descargas de água.  

Na inauguração do Parque da Cidade vai estar presente o Secretário de Estado da Energia e da Inovação, Carlos Zorrinho. O programa inicia-se às 18h30 com uma homenagem a João Rosado dos Santos (1916-1994), que terá o seu nome no Coreto. 

Conhecido como “Carriço”, João Rosado dos Santos começou a trabalhar na Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz em 1952, passando a desempenhar as funções de jardineiro a partir de 1966 com a conclusão das obras do jardim municipal, em cuja concepção e construção participou activamente. Durante duas décadas cuidou do jardim, até se reformar em 1985. 

O programa da inauguração do Parque da Cidade prossegue às 19h com a actuação do violinista Ricardo Mendes e da pianista Ana Seara, do grupo pop/rock Funfarra e do Coro Infantil da Sociedade Artística Reguenguense. A partir das 21h haverá uma noite de fados com os fadistas Luís Caeiro e Filomena Pires. 

O conceito do Parque da Cidade, com uma área superior a 18 mil metros quadrados, assenta no elemento água. Nesta obra do Município de Reguengos de Monsaraz está metaforizado o Rio Guadiana dentro da área geográfica do concelho através de uma estrutura de água associada ao seixo rolado característico do rio, de onde sairá um canal com cerca de 190 metros de comprimento que traduz o seu percurso.  

Nesse canal e de forma simbólica são representados os moinhos e as azenhas através de soleiras espessas que criam curvas de regolfo e de pontuações de seixo que oferecem sonoridades com a passagem da água, ficando com um ponto de luz LED. A representação da Barragem de Alqueva ficará caracterizada através de um sistema de repuxos com queda em arco e que caracterizam a exaltação da água e as suas descargas para o rio. 
 
 
 

O Parque da Cidade tem três zonas de destaque em forma circular, nomeadamente a área de estadia, o espaço do parque infantil e a envolvente ao coreto. Na zona de estadia foi construído um bar/restaurante com capacidade para cerca de 50 pessoas e uma zona de esplanada separada das vias de circulação automóvel por uma cortina de vegetação ribeirinha de porte arbustivo como a das margens do Rio Guadiana.  

A zona de enquadramento do coreto, que foi recuperado, pretende ser uma sala de espectáculos ao ar livre. A aposta é revitalizar este palco com actividades que se adaptem à sua dimensão. 

A área infantil integra os divertimentos e uma área de estadia para quem acompanha as crianças. Neste espaço foi colocado um Play Center com torres, rampa de escalada, pontes de rede, ponte móvel de madeira inclinada e escorrega com capacidade para 25 crianças. Há também um sobe e desce, dois baloiços e dois balanços para crianças até aos 12 anos de idade.  

Na área infantil existe uma outra zona relvada que tem um circuito para triciclos e pequenas bicicletas, estrutura para trepar em forma de galáxia, labirinto em estruturas verticais de madeira distribuídas pelo relvado e flores sonoras para que as crianças explorem os sons e as cores. Para além deste equipamento infantil, o espaço tem também uma área de merendas para os mais pequenos, inscrita no relvado e com uma clara ligação ao elemento água. 

Para José  Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, “esta revitalização do jardim municipal, transformando-o em Parque da Cidade, é a melhor forma de devolver à população este espaço nobre que há alguns anos estava afastado dos hábitos quotidianos dos munícipes, permitindo agora a organização de eventos e que todos desfrutem de um local aprazível onde podem passar bons momentos em família, com divertimentos para todas as crianças”. O autarca afirma ainda que “o próximo passo, dentro de alguns anos, será a recuperação e modernização da envolvente à Praça de Touros e ao Palácio da Justiça, fazendo a ligação ao Parque da Cidade e que terão também como conceito o elemento água, assumindo diferentes perfis de acordo com o carácter do espaço que se está a atravessar”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *