Arouca, Cultura

A arte como libertação – Arouca

Manuela Guedes e Dilma Quaresma dão asas à imaginação, demonstrando as suas emoções, sentimentos e formas de estar na vida, no papel e na tela, como forma de libertação. São professoras na Escola Secundária de Arouca, e de 4 a 27 de Maio, expõem, na Biblioteca Municipal, os seus trabalhos de pintura e cerâmica, numa mostra intitulada «Libertação».

 

 

Exposição «LIBERTAÇÃO»

 

Manuela Guedes e Dilma Quaresma são professoras na Escola Secundaria de Arouca, e ambas tem em comum o gosto pela Arte.

Libertação é a amizade alimentada pelos diálogos que se constroem.

Libertação é a forma como põem no papel ou na tela as suas emoções e sentimentos, a sua forma de ver e estar na vida.

Libertação é algo que «foge» quando nos olham como professoras.

Libertação é o sonho de um mundo melhor, mais espiritual.

Libertação é acreditar que tudo se resolve com mentes abertas…

Daí o «poluir» muitos dos seus trabalhos com seres especiais, que «voam» ou «pensam»…

É arte, não é arte, gostam, não gostam, é apenas a maneira de estar na vida.

Libertação para quem faz, mas também para quem vê, porque farão a sua leitura, imaginarão, construirão memórias e até podem não gostar, mas dá para parar, para pensar….olhando a exposição, este ou aquele trabalho… Só por isso vale a pena!

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *