Cultura, Póvoa de Varzim

Ciclo de Música Sacra: “um caminho de crescimento sustentado” – P. Varzim

Foi apresentado, esta manhã, na Junta de Freguesia de São Pedro de Rates, o programa do 6º Ciclo de Música Sacra da Igreja Românica de S. Pedro de Rates, uma organização da Junta de Freguesia e do Conselho Pastoral Paroquial de S. Pedro de Rates.

Estiveram presentes Armindo Ferreira, Presidente da Junta de Freguesia de São Pedro de Rates, José Abel Carriço, Direcção Artística do Ciclo, e Padre Manuel Sá Ribeiro, Pároco de São Pedro de Rates.

Para Armindo Ferreira, “esta não será uma edição do Ciclo mas sim uma edição diferente porque não há duas iguais” explicando que “a linha condutora deste projecto é crescer sustentadamente de ano para ano”. Neste sentido, “o programa inova e enriquece todos os anos”, revelou, acrescentando que “há um esqueleto que se mantém e vai sendo aperfeiçoado”. O Presidente da Junta anunciou ainda que “este caminho de crescimento sustentado é feito, maioritariamente, com público local, de Rates e freguesias vizinhas, gerando-se um cruzamento entre os diferentes níveis musicais e o público-alvo”.

Referindo-se ao tempo de crise que o país atravessa, o autarca afirmou que a cultura é uma área vítima de cortes orçamentais, no entanto, “temos uma perspectiva diferente e encaramos a cultura como uma arma poderosa de desenvolvimento na qual apostamos estrategicamente”. E a justificar esta aposta, o facto desta “iniciativa pedir continuidade ao fim de cinco anos em que resultou muito bem”, revelou.

Abel Carriço referiu-se também à “sensibilidade cultural que prevalece na organização deste evento apesar das dificuldades financeiras” informando que “não descurando a qualidade musical do Ciclo, foi necessário um esforço de contenção na selecção dos agrupamentos musicais para que fossem de localidades próximas de modo a evitar mais gastos”.

Quanto à programação do 6º Ciclo, o Director Artístico afirmou que a “música assenta, essencialmente, no barroco, bem como o tema da conferência de José Maria Pedrosa” e referiu-se também ao carácter formativo que as conferências e o Curso de Direcção Coral/ Técnica Vocal conferem ao evento para além da sua vertente histórico-cultural. José Abel Carriço falou ainda da importância do Encontro de coros como um importante momento de partilha contemplado no Ciclo.

A propósito do Encontro de coros paroquiais do Arciprestado de Vila do Conde/ Póvoa de Varzim, o Padre Manuel Ribeiro Sá disse que “há um incentivo muito forte para os grupos corais aproveitarem a oportunidade de se formarem cada vez mais na dinâmica da música litúrgica para incrementar o espírito religioso”. O pároco acrescentou que “há quem não dispense participar neste encontro todos anos, nomeadamente das freguesias de Aguçadoura, Junqueira e Balasar, entre outras”.

O Ciclo de Música Sacra arranca no domingo, 1 de Maio, com a conferência “A Música Sacra entre a reforma tridentina e a estética do barroco”, por José Maria Pedrosa, da Universidade de Coimbra, às 18h30.

Na sexta-feira, 6 de Maio, às 21h30, acontecerá o Encontro de Coros Paroquiais com o Grupo Chorus X da Paróquia da Matriz de Vila do Conde, o Grupo Coral do Coração de Jesus da Paróquia de Terroso, Grupo Chorus XI da Paróquia de Aguçadoura e o Grupo Coral da Paróquia de S. Pedro de Rates.

No domingo, dia 8 de Maio, às 18h30, poderá assistir ao concerto “O Magnum Mysterium”, pelo grupo La Farsa, com direcção musical de Luis Toscano. Uma semana mais tarde, no dia 15 de Maio, também às 18h30, assista ao concerto “O Canto Gregoriano no Louvor Cristão”, pelo Coro Gregoriano de Penafiel e com direcção musical de Ana Marjorie Pérez.

De 20 a 22 de Maio, António Mário Costa, da Universidade Católica do Porto e do Conservatório de Aveiro, levará a cabo o IV Curso de Direcção Coral e Técnica Vocal.

No dia 21 de Maio, sábado, às 21h30, José Paulo Antunes, da Universidade Católica do Porto, falará sobre “Os Ministérios da Música na Liturgia Cristã de Hoje. Perspectiva teológica, litúrgica, pastoral e musical”.

No dia 22 de Maio, domingo, às 18h30, o Grupo Vocal “Solo Voces”, com direcção musical de Fernando G. Jácome, apresentar o concerto “Polifonia Ibérica entre os séculos XIV e XVIII”. A fechar o Ciclo, poderá assistir ao concerto “A Música no cerimonial litúrgico”, pelo Coral Ensaio da Escola de Música da Póvoa de Varzim, sob direcção de Abel Carriço.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *