Sociedade, Trofa

Trofa integra Rede Piloto de Mobilidade Elétrica

O Municipio da Trofa vai integrar a Rede Piloto de Mobilidade Elétrica, passando a dispor de carregadores para carros elétricos em alguns pontos do Concelho.

 

Com a adesão ao MOBI.E (Programa de Mobilidade Elétrica), o Concelho vai passar a disponibilizar postos de carregamentos para carros elétricos.

 

A Trofa aprovou por unanimidade, em reunião de Câmara do passado dia 15 de abril, a adesão a esta Rede Piloto de Mobilidade Elétrica, assumindo-se assim, como um dos primeiro municípios a integrar este projeto.

 

Esta iniciativa reflete bem a preocupação da Presidente da Câmara Municipal da Trofa, Joana Lima, em dotar o Municipio “dos melhores e mais sustentáveis recursos para uma gestão eficaz da energia”.

 

De recordar que este é um projeto do Governo, pioneiro a nível internacional, que contempla a instalação de infraestruturas e sistemas de suporte necessários ao carregamento de veículos elétricos.

 

A Rede Piloto será compatível com todas as marcas de veículos elétricos e baterias e torna Portugal um dos primeiros países do mundo a ter uma política integrada para a mobilidade elétrica e uma rede de carregamento de âmbito nacional.

 

O programa integra também a implementação do modelo para a Mobilidade Elétrica (MOBI.E), cujas áreas de intervenção implicam a utilização de veículos elétricos mas também sistemas de mobilidade/intermodalidade, modelos energéticos, ordenamento do território e planeamento urbano, entre outros.

 

A rede piloto para a mobilidade eléctrica vai estar acessível em locais como parques de estacionamento público, centros comerciais, bombas de gasolina, hotéis, aeroportos, garagens particulares e nas vias públicas dos municípios.

 

A Câmara Municipal da Trofa vai, desta forma aderir a um projecto que envolve municípios como a Guarda, Faro, Braga, Viana do Castelo, Guimarães, Sintra, Évora, Castelo Branco, Loures, Porto, Lisboa, Almada, Leiria, Coimbra, Setúbal, Beja, Aveiro, Torres Vedras, Santarém, Cascais e Gaia.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *