Nisa, Sociedade

Exibição do documentário “ENERGIAS SEM FIM” em Nisa

A exibição do documentário e o debate ocorrem na semana do 25º aniversário do acidente da central nuclear de Chernobil e quando ainda não se conhece a extensão definitiva do acidente da central nuclear de Fukoshima. Procura-se motivar uma reflexão em torno da utilização da energia nuclear e simultaneamente pensar alternativas energéticas sustentáveis.

O debate a seguir à exibição do documentário terá a participação de: – António Eloy do Centro de Estudos em Economia da Energia dos Transportes e do Ambiente ( CEEETA); – António Minhoto, da associação Ambiente em Zonas Uraníferas (AZU); – Gabriela Tsukamoto, Presidente da Câmara Municipal de Nisa; – Miguel Manzanera, da Plataforma Ciudadana Refinería No; – Nuno Sequeira, Direcção Nacional da Quercus; – Paca Blanco Diaz, da Plataforma Antinuclear Cerrar Almaraz; – Paco Castejón, Fisico Nuclear; – Paulo Bagulho e José Moura,do  Movimento Urânio em Nisa Não.

Sinopse do documentário ENERGIAS SEM FIM:

“Portugal Energias Sem Fim é um documentário sobre a situação das energias alternativas em Portugal, a tradição lado a lado com as mais recentes tecnologias.

Neste documentário mostramos:

A situação privilegiada de Portugal para a produção de energias renováveis e para a diminuição da dependência energética face ao exterior.

Como as características do nosso território e o desenvolvimento de tecnologia de ponta a nível nacional, colocam Portugal numa posição de destaque no panorama das energias renováveis na Europa.

Projectos concretos que se estão a desenvolver no nosso país com a energia eólica, a energia geotérmica, a energia solar, a energia hídrica, as energias da biomassa e a eficiência energética.

O que se perspectiva para o futuro das energias renováveis e da eficiência energética.

Fazemos uma viagem por Portugal Continental, Madeira e Açores para mostrar o que de melhor se faz no nosso país no campo das energias renováveis.

Este é o caminho, na direcção de um desenvolvimento que se quer sustentável, fundamental à construção de um novo paradigma, alternativo à era das dispendiosas, poluentes e já escassas energias fósseis.”

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *