Oliveira de Azeméis, Sociedade

Requalificação do parque La Salette já tem financiamento – Oliveira de Azeméis

Os contratos de financiamento para a requalificação do parque de La Salette (PLS) foram assinados em Oliveira de Azeméis.
O financiamento global ascende a 4.1 milhões de euros, envolvendo a execução de oito projectos que vão requalificar por completo a mancha verde da cidade.
Os documentos, rubricados por Carlos Duarte, da Comissão Directiva do ON.2 (Programa Operacional Regional do Norte), Hermínio Loureiro, presidente da autarquia, e Ricardo Tavares, presidente da Fundação La Salette (FLS), definem as regras da comparticipação financeira do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).
O financiamento contratualizado envolve a execução de oito intervenções ligadas à requalificação do núcleo central do parque, criação do Centro Interpretativo do Vidro, dinamização do PLS, criação do Centro de Visitantes, requalificação de equipamento urbano multifuncional, implantação da nova mata de La salette, criação de um novo parque de merendas e gestão, divulgação e comunicação da parceria.
A aprovação da candidatura veio consolidar o trabalho que a FLS vem fazendo desde a sua constituição, permitindo concretizar os projectos de intervenção.
Segundo Hermínio Loureiro, «está dado mais um passo muito importante para a requalificação definitiva do parque da cidade conferindo-lhe uma imagem moderna e mais atractiva».
As obras, que arrancam no decorrer deste ano, resultam de uma candidatura aprovada pela autarquia e materializada agora pelo financiamento do ON. 2.
A etapa seguinte à contratualização é o lançamento do concurso público para a adjudicação dos trabalhos.
«A médio prazo teremos um parque virado para o futuro, com novos espaços requalificados, uma área de referência e de excelência no contexto regional e nacional», afirma o autarca.
Para Ricardo Tavares, presidente da FLS, as obras irão garantir que o parque «continue a ser um espaço de referência único pela sua beleza e características propícias ao lazer mas também como local de culto religioso honrando a história, a tradição e a cultura oliveirense».
Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *