Cultura, S. João da Madeira

Festival de Teatro de S. João da Madeira abre com peça nomeada para o Prémio Autor 2011

A peça “Se uma janela se abrisse”, com texto e encenação de Tiago Rodrigues, abre a quinta edição do Festival de Teatro de S. João da Madeira. Nomeado para o Prémio Autor 2011 promovido pela Sociedade Portuguesa de Autores e RTP, o espectáculo sobe ao palco dos Paços da Cultura na terça-feira, 26 de Abril, às 21h30. Os bilhetes estão à venda no local ou podem ser reservados pelo telefone 256827783.

Com co-produção Alkantara Festival e Teatro Nacional D. Maria, a peça “Se uma janela se abrisse” é uma produção Mundo Perfeito, com a colaboração especial do jornalista João Adelino Faria e o apoio da Direcção de Informação da RTP. Em palco está o telejornal das notícias que nunca chegam ao telejornal.

Neste espectáculo um telejornal é “dobrado” ao vivo por actores e um DJ, substituindo-se o discurso público pelo íntimo e permitindo descobrir formas alternativas de falar de um dia que passou. “A partir daí, nasce um outro jornalismo, à escala humana de um palco, onde um olhar entre dois actores pode ter a mesma importância que o fenómeno do aquecimento global”, lê-se no site da produtora “Mundo Perfeito”.

Evento prossegue até  15 de Maio

O Festival de Teatro de S. João da Madeira prossegue até 15 de Maio nos Paços da Cultura. Depois da abertura com a produção nacional “Se uma janela se abrisse”, sobem ao palco diversos grupos de teatro da cidade e da região, dando corpo a um evento que resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal e a comunidade educativa, assumindo a Escola Secundária Serafim Leite um papel especial, no âmbito do seu projecto Espaço Aberto.

No último dia é  representada a peça “Um, ninguém e cem mil”, com Virgílio Castelo, tendo por base num romance de Luigi Pirandello, Prémio Nobel da Literatura. O programa completo desta quinta edição do Festival de Teatro de S. João da Madeira pode ser consultado na página do Município na Internet (www.cm-sjm.pt). Com excepção dos espectáculos inaugural e final, as restantes peças são de entrada gratuita.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *