Cultura, Vagos

“Vagos em Música” recebe “A Paixão de Cristo”

A Igreja Matriz de Vagos recebe, no próximo domingo, 17 de Abril de 2011, no âmbito do projecto “Vagos em Música”, o concerto “A Paixão de Cristo”, protagonizado pelo Coral Polifónico Santa Cecília de Calvão. A hora está marcada, desta vez, para as 21h00, mais tarde que o habitual.

Repertório

O Sacrum convivium – Giovanni Croce

In monte Oliveti – Marc António Ingegneri

Seniores Populi – Tomás Luís da Vittoria

O Vos Omnes – Tomás Luís da Vittoria

O Jesu Christe – Y. Van Berchene

Stabat Mater – Zoltan Kodaly

Tenebrae Factae Sunt – Michel Haydn

Sepulto Domino – Amatucci

Christus factus est pronobis – Gregoriano

Alleluia – Handel

O Coral Polifónico de Santa Cecília foi criado em 1926 pela mão do Padre Baptista, primeiro pároco de Calvão. Começou por ser um grupo que congregava a juventude que, com muita dedicação, conseguiu aprender música pela mão de quem, com auxílio de um velho órgão, incutia o gosto pelo canto sagrado.

Nas décadas de 1960 a 1980, o grupo quase se extinguiu. Renasce em 1980 pela mão de antigos elementos que se começaram a reunir aos sábados, procurando novos elementos, tendo conseguido dinamizar o grupo que canta, actualmente, com 38 membros.

Tem percorrido todo o país, em concertos de música Sacra ou Profana, contando já com mais de uma centena de actuações e com um repertório preparado com cerca de setenta números.

Maestro: Manuel Augusto Frade

De nome Manuel Augusto da silva Frade, é o terceiro maestro deste grupo. É dignificante porque se trata de um filho da terra, de alguém que procura transmitir a sua cultura e, o seu gosto pela música, aos seus conterrâneos,

Nascido a 12 de Abril de 1940, em Calvão, é filho do primeiro maestro do grupo. Advogado de profissão, formado pela Universidade de Coimbra em 1973.

É maestro do grupo desde 1987, tendo ele vivido as boas e más aventuras, sempre mostrando que o gosto que nutre pela música, ajuda a crescer, dinamizar e solidificar o bom relacionamento entre todos os seus elementos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *