Marinha Grande, Sociedade

Inovação e competitividade debatida a 19 de Abril na Marinha Grande

“Inovação e Competitividade” é o tema da conferência proferida pelo jornalista e professor universitário Carlos Magno, que se realiza no dia 19 de Abril (terça-feira), pelas 21h00, no Auditório da Biblioteca Municipal da Marinha Grande, situado no Jardim Stephens. A entrada é livre.

A iniciativa é organizada pela Assembleia Municipal da Marinha Grande, no âmbito das comemorações do 37º aniversário do 25 de Abril de 1974.

O orador irá  abordar a inovação como factor de competitividade e empreendedorismo. Irá dar a conhecer o que de melhor se faz na Marinha Grande, em inovação.

Carlos Magno é jornalista, analista político e docente universitário. Esteve ligado à Antena 1 e TSF. Trabalhou no Expresso, Diário de Notícias, SIC e foi fundador do canal de televisão NTV, que deu origem à RTP N. Leccionou em várias instituições de ensino.

“Explorar o lado oculto de todas as coisas”

O Presidente da Assembleia Municipal da Marinha Grande “reconhece as dificuldades que afectam a comunidade marinhense e que, afinal, não são diferentes daquelas que, afectam todo o país”.

Nesta iniciativa “pretende-se contribuir para dar esperança a quem merece ter esperança e mostrar ao país que há empresas exportadoras na Marinha Grande, conhecimento e práticas de Gestão de Inovação, que lhes permite competir nos mercados internacionais, mais exigentes”.

Steven Levit, professor de economia da Universidade de Chicago, diz que “Inovar” é explorar o lado oculto de todas as coisas. “Naturalmente que, inovar para competir, não pode ficar apenas pela descoberta, há também que saber acrescentar valor de mercado, à inovação”, afirma.

O nosso país, vive actualmente, uma das mais difíceis crises da sua história, em termos económicos e financeiros. A curto prazo, o sector exportador, é aquele que, estará em melhores condições, não só, para ajudar ao equilíbrio das finanças públicas, mas também, para ajudar à criação ou, manutenção do emprego, elemento fundamental do equilíbrio emocional da sociedade.

Existem “na nossa comunidade, alguns sectores industriais, onde, justamente, esta psicologia de esperança, pode ser um factor condutor de motivação e, valorização, da nossa comunidade. Entre outros sectores industriais menos conhecidos, temos o vidro de embalagem, os plásticos técnicos e os moldes, onde a inovação, é uma prática adquirida, como elemento de gestão”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *