Seia, Sociedade

Inauguração do Museu Natural da Electricidade em Seia

O Município de Seia inaugurou ontem, dia 11 de Abril, o Museu Natural da Electricidade, espaço museológico que nasce a partir da centenária Central da Senhora do Desterro, e que pretende divulgar o património tecnológico, natural, social e cultural que lhe está associado.

Localizado na Senhora do Desterro, o Museu Natural da Electricidade transporta-nos até 1907, ano em que se iniciou a construção do primeiro aproveitamento hídrico (Central da Senhora do Desterro), dos quatro existentes sobre o rio Alva, a ser instalado pela Empresa Hidroeléctrica da Serra da Estrela, hoje EDP, que permitiu que a 23 de Dezembro de 1909 a energia eléctrica chegasse a Seia pela primeira vez. Antecessora daquilo que são hoje os serviços da EDP, pelo processo de nacionalização que decorreu em 1975, a EHSE foi um marco no desenvolvimento da região.
Estes acontecimentos foram de grande relevo para o concelho e marcaram o início de uma era de parcerias que o Município de Seia viria a estabelecer com a EDP, e que, como referiu Carlos Rosário, Director da EDP – Produção, serão para manter no futuro.
O Museu Natural da Electricidade e a Mata do Desterro constituem exemplos do conjunto de parcerias estabelecidas com a EDP, com resultados visíveis na utilização e fruição, neste último, de cerca de 140 ha de terreno, enquadrados entre a Senhora do Desterro e a Senhora do Espinheiro. A par dos percursos pedestres identificados no local, o Município pretende implementar na Mata do Desterro, o “Parque Geo-Ecológico da Senhora do Desterro que terá, aquando da sua ultimação, duas componentes: a Casa da Energia e do Clima e o parque de recreio e lazer e de laboratório de preservação da biodiversidade com
enfoque nas questões botânicas e florestais, dispondo de circuitos de visitação e interpretação, bem como de diversas áreas de estadia,” anunciou Carlos Filipe Camelo, Presidente da Câmara Municipal de Seia. A Mata do Desterro funcionará em articulação com o CISE (Centro de Interpretação da Serra da Estrela) e terá uma forte componente pedagógica à semelhança do Museu da Electricidade.

Para o autarca, este novo espaço museológico “tem condições para ser mais uma referência da região da serra da Estrela, e do concelho de Seia, em particular, à semelhança do impacto pedagógico, cultural e social que têm desenvolvido os restantes museus existentes em Seia: o Museu Nacional do Pão e Museu do Brinquedo.”

O edil recordou, neste âmbito, o CISE, “que tem uma enormidade de actividades que, conjugadas com aquilo que é o laboratório natural da Serra da Estrela, podem gerar aqui acções muito competitivas, inovadoras e diferenciadoras, quer em termos do turista que é indefinido, que pode ser um defensor ou praticante do turismo de natureza, ou mesmo aquele que é um defensor das novas modalidades como é o turismo científico.”
Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *