Évora, Sociedade

Câmara de Évora apresentou projecto de convívio intergeracional

“Almoços de Miúdos com Graúdos” foi o projecto que a Câmara Municipal de Évora apresentou no encontro sobre «Voluntariado e a Cidadania Ativa» que decorreu este sábado, no salão do Lar Paroquial em Reguengos de Monsaraz, organizado Unidade Pastoral de Reguengos de Monsaraz (Diocese de Évora). 

Este projecto municipal foi apresentado pela Técnica Superior da Divisão de Gestão e Equipamentos de Acção Educativa da Câmara de Évora, Olga Paixão Sola, que é também a coordenadora dos voluntários no Projecto de Voluntariado para apoio ao serviço de refeições, “Almoços de Miúdos com Graúdos”. 

A Câmara Municipal de Évora, tem vindo a garantir, progressivamente, a refeição escolar a todos os alunos do Pré-Escolar e do 1º Ciclo do Ensino Básico da rede pública do concelho de Évora. 
 
Neste contexto e pretendendo qualificar o momento da refeição, nas cantinas e refeitórios das escolas do Ensino Básico da Rede Pública do Concelho, criou o projecto “Almoços de Miúdos com Graúdos”. 
 
Este projecto consiste numa proposta dirigida aos munícipes do concelho de Évora, com tempo livre e que gostem de desenvolver actividades com crianças (entre os 6 e os 10 anos) que, através de um serviço de voluntariado, acompanham estes momentos das refeições escolares, promovendo um encontro intergeracional e de apoio, quer aos alunos quer às funcionárias dos referidos equipamentos. 
 
O encontro sobre “Voluntariado e Cidadania Activa” visou sensibilizar a sociedade para a causa do voluntariado neste ano que é o Ano Europeu do Voluntariado e da Cidadania Ativa, tendo sido moderado pela jornalista e presidente Comissão Nacional de Acompanhamento do Ano Europeu do Voluntariado e Cidadania Ativa, Fernanda Freitas. 
 
Participaram também neste encontro, além de Olga Paixão Solas e Fernanda Freitas, Manuel José Marques (Unidade Pastoral de Reguengos); Susana Queiroga (responsável pelo núcleo de voluntariado do Instituto S. João de Deus); Carla Lã-Branca (coordenadora do Observatório Social do Alentejo e acompanhamento do projeto de Voluntariado da Fundação Eugénio de Almeida); e Filipa Fernandes e Paulo Cunha (Voluntários da Comunidade Vida e Paz).

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *