Cantanhede, Desporto

Associações desportivas do Concelho de Cantanhede receberam primeira tranche dos subsídios camarários

O Presidente da Câmara de Cantanhede, João Moura, reuniu com representantes das associações desportivas do Concelho para formalizar os contratos programa que estabelecem as condições em que a autarquia subsidia a sua actividade no ano de 2010. A primeira tranche, correspondente a cerca de 55% de uma verba global de 151.070,90 euros, foi entregue na sessão que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, no passado dia 7 de Maio, e que contou também com a presença da Vice-Presidente da Câmara, Helena Teodósio, do Vereador do Desporto, José António Pinheiro, e do Vereador da Educação e Cultura, Pedro Cardoso.

Os montantes atribuídos a cada uma das entidades beneficiárias foram calculados ao abrigo do que está definido no Programa Municipal de Apoio ao Associativismo Desportivo (PROMAAD), documento que define os recursos que o Município disponibiliza todos os anos e os procedimentos a seguir na prossecução das políticas de fomento do desporto, cujas orientações passam pelo crescente envolvimento das colectividades e pela valorização dos equipamentos, entre outros aspectos.

Na ocasião, o líder do executivo camarário começou por referir “os custos apreciáveis que estão associados a essas políticas”, sublinhando o facto de, “apesar da conjuntura extremamente desfavorável que se vive, a Câmara Municipal fazer questão de prosseguir, até ao limite das suas possibilidades, com o apoio aos agentes desportivos, até porque sabemos que este apoio é ainda mais determinante para que possam fazer face aos constrangimentos desta crise que o País atravessa”.

Segundo João Moura, “o Município de Cantanhede não é indiferente ao esforço de tanta gente dedicada que, tantas vezes com muito sacrifício pessoal, trabalha nas associações em prol do desenvolvimento desportivo no concelho, com todos os benefícios que daí decorrem para a população, particularmente para os jovens”.

Por seu lado, o Vereador do Desporto, José António Pinheiro, adiantou que “os 151.070,90 euros que autarquia disponibiliza para subsidiar as colectividades foram repartidos de acordo com critérios que são do conhecimento de todos, nos termos do preconizado no Programa Municipal de Apoio ao Associativismo Desportivo, documento que, além de garantir transparência, isenção, equilíbrio e equidade no processo, acautela a sustentabilidade dos projectos e actividades que as entidades beneficiárias se propõem promover”.

Aquele responsável lembrou ainda que “o referido programa, aprovado no ano passado, prevê a atribuição dos subsídios com base em nove subprogramas que definem, individualmente, cada tipo de apoio a que as associações podem candidatar-se, descrevendo em detalhe o modo como, em função do número de praticantes, é feito o apuramento da verba final com que cada associação é contemplada”. A terminar, José António Pinheiro incentivou “as associações a participarem activamente na definição das grandes orientações para a política de desporto municipal, designadamente no âmbito do Conselho Municipal do Desporto, criado por deliberação do executivo camarário e aprovação da Assembleia Municipal”. Os objectivos gerais deste órgão de natureza consultiva passam por promover o desporto no Município em diferentes áreas e vertentes, promover a participação das diversas entidades agentes e parceiras desportivas locais na análise da política desportiva local e nacional, aumentar a participação activa da comunidade local em todo o processo desportivo concelhio e acompanhar a evolução da política desportiva municipal.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *