Educação, Guimarães

Escolas de Guimarães invertem uma tendência antiga: ultrapassada a barreira que situava o desempenho escolar do concelho abaixo da média nacional

A caracterização sociológica do Vale do Ave, nomeadamente de Guimarães, ao longo de muitas décadas, era marcada por baixas qualificações académicas e profissionais assentes em desempenhos escolares continuadamente inferiores à média nacional.

Os resultados obtidos pelos alunos a frequentar o Ensino Básico nas escolas públicas do Concelho, nas provas de exames nacionais no ano lectivo de 2009/2010, expressos nas classificações obtidas nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática e na taxa de retenção, ilustram com clareza uma inversão daquela tendência. Guimarães conseguiu alterar o destino a que o Concelho parecia estar inexoravelmente condenado. E põem em evidência o acerto das políticas e medidas educativas tomadas e implementadas nos últimos anos, designadamente a fixação de docentes, a gestão integrada em agrupamentos de escolas, o reforço da autonomia das escolas, a gestão responsabilizada e partilhada com a comunidade educativa alargada.

O esforço realizado por professores e escolas, por instituições e responsáveis aos mais diversos níveis administrativos e políticos, de forma especial e substantiva pela autarquia, foi compensado. Estamos a falar da requalificação e apetrechamento das escolas, dos subsídios para livros e material escolar, dos apoios sociais em áreas como a alimentação e os transportes escolares, dos apoios para o desenvolvimento dos projectos educativos e planos de actividades, da implementação das actividades de enriquecimento curricular e, consequentemente, da escola a tempo inteiro, da criação da rede de bibliotecas escolares, da garantia de acesso às novas tecnologias de informação, do alargamento da rede de educação pré-escolar, correspondendo a um investimento continuado e sustentado, associado a uma postura ideológica de confiança e de reforço de uma escola pública de excelência e de igualdade de oportunidades ao serviço da qualificação dos cidadãos.

Este esforço envolveu todos os agentes e encontrou eco junto de pais e alunos. A acção conjugada de todos é que em última análise explica os resultados alcançados de que justamente a comunidade vimaranense se deve e pode orgulhar. Trata-se de uma mudança histórica que se projecta no nosso futuro colectivo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *