Oliveira de Azeméis, Sociedade

Centro de línguas é essencial para a competitividade de Oliveira de Azeméis

O Centro de Línguas (CL) de Oliveira de Azeméis é «uma mais-valia para a qualificação dos oliveirenses e para a competitividade do município sendo uma aposta para manter», afirmou o presidente da autarquia, Hermínio Loureiro.
Na entrega dos diplomas aos alunos que concluíram os diferentes níveis de ensino o autarca garantiu que o município «tem orgulho de ter formado até hoje milhares de jovens, aumentando-lhes as suas qualificações».
Segundo Hermínio Loureiro, «esta é uma aposta estratégica do concelho porque permite dar à juventude outras oportunidades em termos profissionais».
Outra razão está ligada com as relações comerciais do município com todo o mundo. «No contexto nacional, Oliveira de Azeméis é um dos concelhos mais exportadores fazendo dele um município competitivo pelo que essa é uma das razões para apostarmos no ensino e de dar a oportunidade aos quadros das empresas de dominarem as principais línguas», disse Hermínio Loureiro perante uma plateia composta por mais de uma centena de pais e alunos.
«O ensino de línguas é mais um contributo para reforçar esse papel», explicou, reforçando que o objectivo é «melhorar as qualificações dos oliveirenses».
«Com mais qualificação será mais fácil às novas gerações ultrapassar as dificuldades. A autarquia não se arrepende de ter apostado no ensino das línguas porque no mundo global dominar um ou mais idiomas é uma excelente vantagem», disse.
O ensino do Centro de Línguas de Oliveira de Azeméis, criado em 1966 sob a designação de Instituto de Francês, foi elogiado por Hermínio Loureiro nas palavras dirigidas aos professores, à direcção da instituição e à responsável pedagógica, Maria Almeida.
«Aqui ministra-se ensino de qualidade e a mensagem é de confiança no presente e esperança no futuro», disse, acrescentando que a formação ministrada «já transformou a vida profissional de muita gente pela simples razão de falarem e escreverem outros idiomas».
O objectivo da autarquia, que apoia o Centro de Línguas, é «qualificar mais e melhor para continuar a manter o concelho na linha da frente».
O CL, frequentado por 500 alunos, funciona no edifício Raínha, no centro da cidade, ministrando inglês, francês, alemão e espanhol.
Os certificados emitidos são reconhecidos internacionalmente para efeitos de currículo no mercado de trabalho e no meio académico. Os cursos leccionados estão em conformidade com o Quadro Europeu de Referência para as Línguas.
O CL é uma escola reconhecida pelo British Council de Coimbra e do Porto de preparação de candidatos que pretendam efectuar os exames ESOL da Universidade de Cambridge.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

2 comentários

  1. Bom dia. Julgo que deveriamos de louvar ter esta instituição no nosso Município. É sem dúvida uma aposta na qualidade e competividade dos nossos cidadãos oliveirenses.

  2. Uma entidade que foge ao fisco durante anos, zelando o Estado e os trabalhadores… essa é a verdade nua e crua que ate o presidente da camara quer esconder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *