Sociedade, Tomar

Operação de ligação do Convento de Cristo ao Centro Histórico de Tomar já arrancou

A grande operação de ligação do centro histórico de Tomar ao Convento de Cristo teve início esta semana com o arranque da construção do colector de águas pluviais, na Avenida Combatentes da Grande Guerra, junto à estação de caminhos-de-ferro. Durante a próxima semana esta obra é alargada à Avenida General Bernardo Faria, junto ao Tribunal, ligando posteriormente à Praceta Infante D. Henrique. O trânsito far-se-á pela Rua Coronel Luís António Aparício, junto à Escola EB1 dos Templários, que passará a ter dois sentidos.

Também na próxima semana, a Avenida Vieira Guimarães, o principal acesso automóvel ao Convento de Cristo, será cortado por um período de cerca de nove meses. O acesso ao monumento, a partir da cidade, passará a fazer-se pelas Algarvias, privilegiando-se também o acesso pedonal pelas Escadas de Santiago e pelo Caminho de Santo André, prevendo-se cortes também nestes acessos à medida da evolução dos trabalhos. O percurso pedestre da Mata Nacional dos Sete Montes será o mais aconselhado, mas neste momento ainda decorrem obras de recuperação dos estragos causados pelo tornado do passado Dezembro. A autarquia informará da abertura deste acesso.

O Departamento de Obras Municipais da Câmara Municipal de Tomar prepara agora um parque provisório para paragem de autocarros, nas traseiras do monumento, ficando a ala norte disponível apenas para saída e entrada dos turistas que visitam o monumento e que aqui chegam de autocarro. Para a ala norte do Convento de Cristo prevê-se ainda estacionamento de viaturas automóveis e um acesso pedonal à entrada principal do Convento.

Os autocarros vindos de Lisboa farão o acesso pelas Algarvias e os que vêm de Leiria farão o percurso habitual.

 

Prazos previstos para a execução da rede de drenagem de águas pluviais (na zona baixa da cidade):

Av. General Bernardo Faria – entre o dia 23 de Março e o dia 15 de Abril;

Av. General Tamagnini de Abreu (troço entre a Av. General Bernardo Faria e a Rua S. Sebastião) – entre o dia 18 de Abril e o dia 3 de Maio;

Rua S. Sebastião – entre o dia 4 de Maio e o dia 31 de Maio.

Ressalva-se a possibilidade de serem encontrados vestígios arqueológicos que poderão condicionar estes prazos.

A Câmara Municipal informa ainda que no dia 30 de Março irá proceder à execução da rede de abastecimento de água e rede de drenagem de águas pluviais no sentido Escadinhas de Santo André – Convento, ficando este acesso fechado até à conclusão desta intervenção. A Câmara informará da evolução dos trabalhos.

Aproximar o Convento da cidade

Este projecto consiste na requalificação e valorização da envolvente ao Convento de Cristo, monumento que constitui a principal âncora de atractividade turística da cidade, dada a sua excelência patrimonial e arquitectónica. Esta intervenção visa melhorar as condições de recepção dos visitantes, tornando este espaço mais funcional e ordenado, e articulando-o com o centro histórico, através da requalificação do Terreiro D. Gualdim Pais e da antiga estrada nacional, facilitando a acessibilidade pedonal do Centro Histórico ao Convento.

Pretende-se ainda que esta intervenção resolva algumas questões de ordem logística que a elevada afluência ao Convento gera, nomeadamente a circulação automóvel e o estacionamento de transportes colectivos e individuais, aumentando a oferta e incentivando novas formas de acesso. Desta forma prevê-se a criação de um estacionamento na encosta, permitindo criar lugares de estacionamento para viaturas ligeiras, e um acesso em escadaria para a Calçada de Santo André, dinamizando a utilização de um percurso existente e fazendo deste o acesso preferencial ao Convento.

O projecto inclui ainda uma bolsa de paragem para transportes públicos e uma área pavimentada ampla junto ao Pátio dos Carrascos, e uma cafetaria a ser construída no Terreiro D. Gualdim Pais. O projecto integra o Programa de Acção Plano Integrado de Valorização Urbana de Tomar nas intervenções a realizar no alçado nascente e sul (Terreiro D. Gualdim Pais) e Cafetaria.

A empreitada “Requalificação da Envolvente ao Convento de Cristo” está dividida em duas candidaturas distintas:

1. “Requalificação e Valorização da Envolvente ao Convento de Cristo” que inclui os trabalhos referentes à construção da cafetaria e da requalificação do Terreiro D. Gualdim Pais:

– Investimento total: 634.309,27€

– Investimento elegível: 619.321,45€

– Comparticipação: 495.457,16€ (80%)

2. “Requalificação Urbana da Envolvente à Ala Norte do Convento de Cristo” que inclui os trabalhos de requalificação da ala norte e o arruamento (esta candidatura ainda aguarda apreciação no MaisCentro);

– Investimento total: 1.876.306,90€

– Investimento elegível: 1.876.306,90€

– Comparticipação prevista: 1.501.045,52€ (80%)

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *