Borba, Sociedade

Apresentação do Diagnóstico para a Sustentabilidade de Borba

A Agenda 21 Local consiste num programa configurado para implementar o Desenvolvimento Sustentável a nível local, comprometendo sistemas e processos locais/regionais na integração do desenvolvimento ambiental, económico, cultural e social.

A Agenda 21 Local de Borba existe fundamentalmente para configurar soluções e estratégias participadas que possam resolver problemas e atingir ambições locais. Para que este desígnio se concretize e espelhe a realidade concelhia, a participação da população é um elemento chave em todo o processo.

O início do processo de implementação da Agenda 21 Local contempla a elaboração do Diagnóstico para a Sustentabilidade, que consiste na identificação dos principais problemas, potencialidades e oportunidades de desenvolvimento de um território. Este documento contempla a caracterização do território de intervenção segundo as dimensões da sustentabilidade (ambiental, social, económico e cultural), a identificação das potencialidades e estrangulamentos existentes e a identificação do impacte das actividades humanas na sustentabilidade.

É com base no Diagnóstico para a Sustentabilidade que irão assentar as grandes directrizes e opções estratégicas do desenvolvimento sustentável de Borba, que vão estar delineadas no Plano de Acção.

Na próxima Sexta-feira será apresentado o Diagnóstico para a Sustentabilidade de Borba, assim como os resultados dos contributos da participação pública que obtivemos na primeira fase da Agenda 21 Local. As acções de participação pública realizadas nesta primeira fase, tiveram como objectivo cumprir um dos princípios fundamentais deste processo que consiste no envolvimento da população. Esta dinâmica permite identificar problemas e encontrar soluções sustentáveis para o desenvolvimento da qualidade de vida no concelho, de forma transparente e participada, fomentando o sentido de pertença e a cidadania.

Este diagnóstico é um instrumento de caracterização do território e de identificação das potencialidades e constrangimentos do concelho, pelo que a participação da população se revela essencial, permitindo assegurar que as preocupações e aspirações dos munícipes são atendidas e consideradas no desenvolvimento de todo o processo.

O desenvolvimento do processo da Agenda 21 Local de Borba tem como referencial o Manual para a Implementação da Agenda 21 Local, promovido pela Agência Portuguesa de Ambiente (APA, 2007). Este projecto é Co-financiado pelo QREN, no âmbito do Inalentejo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *