Educação, Reguengos de Monsaraz

Município de Reguengos de Monsaraz reuniu entidades para adequar formação às ofertas de emprego

O Município de Reguengos de Monsaraz juntou entidades formadoras e empregadoras do distrito numa reunião extraordinária do Conselho Municipal de Educação para articular as ofertas educativas às necessidades do mercado de trabalho. A reunião realizou-se na sexta-feira, dia 18 de Março, no Salão Nobre dos Paços do Município, e teve como objectivo reflectir sobre a problemática referente à rede formativa existente e a ser implementada no concelho, definindo linhas estratégicas para a sua concretização com as entidades empregadoras.

Esta reunião  de trabalho contou com a presença das entidades e empresas Esporão S.A., SAIP – Sociedade Alentejana de Investimentos e Participações, Tyco Electronics, CARMIM – Cooperativa Agrícola de Reguengos de Monsaraz, Núcleo Empresarial da Região de Évora, Agência Regional de Energia do Centro e Baixo Alentejo, Embraer, Intermarché, Continente e Pingo Doce. Enquanto entidades formadoras ou promotoras de formação, participaram a Direcção Regional de Educação do Alentejo, a Escola Secundária Conde de Monsaraz, o Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta e o Instituto de Emprego e Formação Profissional, todos membros permanentes do Conselho Municipal de Educação de Reguengos de Monsaraz. Como convidados, estiveram presentes o NUFOR – Gabinete de Formação da Universidade de Évora, a SchoolHouse, a PartnerHotel e a Casa de Cultura de Corval.

O Conselho Municipal de Educação é o fórum alargado de articulação entre agentes formativos e operadores de mercado, essencial para o estabelecimento de uma nova mentalidade de partilha e de rentabilização de recursos. Nesta reunião foram realçados alguns aspectos em que a formação deveria incidir mais especificamente, na medida em que são os mais sentidos pelas entidades empregadoras, como a carência de formação nas vertentes técnicas, a necessidade de formação mais aprofundada e consistente na língua inglesa, pela importância de que se reveste num mundo cada vez mais globalizado, ou a redefinição e requalificação de funções para se evitarem desperdícios de recursos.

José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, considera que “deve haver uma crescente partilha de intenções de investimentos entre todos os intervenientes e fomentar-se a intervenção das empresas nas escolas como meio de promover uma maior dinâmica e aproximação entre as realidades da formação e do mercado de trabalho”. Para o autarca, “este Conselho Municipal de Educação foi extraordinário enquanto abertura e partilha de experiências, ideias, necessidades e recursos, que nos permitirá enfrentar os novos desafios de desenvolvimento que se nos apresentam. Foi um momento único no qual a nossa perspectiva de desenvolvimento local e regional foi vertida para dentro da escola, das entidades formadoras e das entidades que oferecem emprego, tendo como uma das preocupações fundamentais a de adequar as ofertas de formação profissional no concelho às ofertas de empregos actuais e perspectivadas para o futuro”, concluiu José Calixto.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *