Sardoal, Sociedade

Igreja e Capelas de Sardoal com arranjos de flores naturais

É grande o empenhamento da comunidade cristã, e não só, nos enfeites de Igrejas e Capelas de Sardoal, com tapetes feitos à base de pétalas de flores, verduras naturais e outros acessórios, alfaias e artefactos simbólicos alusivos à Semana Santa e Páscoa.

Estima-se que mais de duas centenas de pessoas participem nestas tarefas. A partir de Quinta-feira Santa (21 de Abril) até Domingo de Páscoa (24 de Abril) o chão dos templos recebe o talento dos moradores circundantes de cada Igreja ou Capela, de associações, dos utentes do Lar da Misericórdia e de muitas pessoas, mesmo agnósticos, não-praticantes ou de outras convicções religiosas, de várias idades e extractos sociais.

Tradição cultural de profundo envolvimento popular que se julga ser única (ou quase única) no país, remonta a tempos muito antigos, sabendo-se que já existia com grande esplendor no século XIX, factos confirmados pela leitura de jornais da época. Os trabalhos de enfeite têm lugar na noite de Quarta-feira, prolongando-se alguns pela noite dentro.

Os enfeites são efectuados nas Igrejas da Misericórdia e do Convento de Santa Maria da Caridade e nas Capelas de S. Sebastião, Espírito Santo, Nossa Senhora do Carmo, Santa Catarina, Sant’Ana e Senhor dos Remédios.

As Igrejas e Capelas enfeitadas são um dos pontos altos das Solenidades da Semana Santa e Páscoa no Sardoal, atraindo milhares de visitantes, todos os anos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *