Cultura, Póvoa de Varzim

“Lixo” vira luxo, no Arquivo Municipal – P. Varzim

“Todos são bem-vindos.” O anúncio foi feito por Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura, esta manhã no Arquivo Municipal, na apresentação do projecto “Dadores de Memória”.
Conforme explicou, o principal objectivo desta iniciativa é “sensibilizar as pessoas para a importância de todo o tipo de documentação que têm em suas casas”. Subjacente a este projecto está a “preocupação do Arquivo Municipal em chamar a atenção de que todos somos potenciais dadores e possuímos documentos com interesse”, esclareceu.
Luís Diamantino referiu-se à utilidade do que para muitos podem ser meros papéis como cartas, postais, fotografias, diários ou até cartazes que têm guardados e, se entregues ao Arquivo, podem contribuir para a memória colectiva.
“O Arquivo é um repositório de documentos, onde estes ficam bem guardados, são tratados e dão-lhes vida”, disse o Vereador informando que “no momento da entrega é fornecido um auto de doação que comprova o que foi entregue e tudo é classificado para não se perder da memória aquilo que é oferecido”.
O autarca acrescentou que se formos dadores de memória, a nossa casa fica mais limpa, com menos lixo, e esse “lixo” pode ser “luxo” para outros pois não lhe reconhecemos o valor que um arquivista lhe atribui nem a possível importância que possa ter para o enriquecimento do património poveiro.
A apresentação do projecto contou ainda com a entrega simbólica de alguns documentos do arquivo pessoal de Fernando Linhares de Castro. Como sócio nº1 do Clube Desportivo da Póvoa e antigo director do mesmo, Linhares de Castro partilhou, entre outros, alguns textos manuscritos sobre o clube e boletins editados.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *