Reguengos de Monsaraz, Sociedade

Requalificação da Torre do Relógio de Monsaraz avança nas próximas semanas

As obras de requalificação da Torre do Relógio de Monsaraz vão ter início nas próximas semanas. A Directora Regional de Cultura do Alentejo, Aurora Carapinha, esteve presente na sessão de esclarecimento e informação técnica da obra, promovida no sábado, na Igreja de Santiago, pelo Município de Reguengos de Monsaraz e pela empresa Monumenta – Conservação e Restauro do Património Arquitectónico, Lda., em que ficou definido que os trabalhos vão avançar até ao final deste mês ou nas primeiras semanas de Abril. A Direcção Regional de Cultura do Alentejo prestou apoio na elaboração dos projectos técnicos, a cargo do arquitecto José Filipe Ramalho.

A Torre do Relógio é um monumento construído em finais do século XVII ou início do século XVIII na vila medieval de Monsaraz. A empreitada de “Recuperação de Imóveis em Monsaraz – Torre do Relógio”, no valor de quase 89 mil euros, tem um prazo de execução de três meses e foi candidatada ao “Eixo 2 – Desenvolvimento Urbano – Redes Urbanas para a Competitividade e a Inovação”, com comparticipação assegurada em 80 por cento pelos fundos comunitários.

Esta intervenção no monumento tem como objectivo interromper o processo de degradação em que se encontra. Os trabalhos a efectuar visam a recuperação dos pisos, das zonas do sino e do topo da torre, a reparação dos suportes do sino e do cabeçote de madeira, da escada de acesso exterior, do muro adjacente e da porta de entrada da torre.

O historiador de arte Túlio Espanca descreveu a Torre do Relógio no Inventário Artístico de Portugal referente ao distrito de Évora como uma obra edificada durante o reinado de D. Pedro II, concebida em dois andares, com tecto de nervuras simples que termina em cúpula piramidal. Neste monumento pode ainda ser apreciado um sino de bronze que foi fundido na Couraça do Poço d’el Rei, no dia 2 de Maio de 1692, pelos artistas estrangeiros Diogo de Aballe e Domingos de Lastra.

José Calixto, Presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, considera a realização desta sessão de esclarecimento à população, “uma boa prática a efectuar para as obras municipais de maior relevo, pois assim os munícipes ficam com um rigoroso conhecimento de todos os trabalhos e dos incómodos que os mesmos possam causar, tendo ainda a oportunidade de apresentarem sugestões que beneficiem a comunidade de uma forma geral”. Após a apresentação da empreitada da Torre do Relógio, foram visitadas as mais recentes obras que decorreram na Casa da Inquisição, “um espaço onde será instalado um centro de informação multimédia e que terá como objectivo recolher, tratar e divulgar toda a informação histórica e cultural do concelho de Reguengos de Monsaraz, com recurso às novas tecnologias da informação, nomeadamente à digitalização da documentação e ao acesso electrónico à informação”, afirma José Calixto.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *