Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Comemorações do Dia Internacional da Protecção Civil – Póvoa de Lanhoso

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através do Pelouro da Protecção Civil, em colaboração com os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso e o Clube da Protecção Civil da EPAVE comemorou, esta manhã, o Dia Internacional da Protecção Civil.
 
Para tal, os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso deslocaram para a Praça Eng. Armando Rodrigues e rua envolvente, na Vila, meios diversos – uma auto-escada, um veículo tanque de reabastecimento, um veículo florestal e uma ambulância – e depois acompanharam as crianças do primeiro ciclo do Agrupamento de Escolas Professor Gonçalo Sampaio em visitas de exploração àqueles equipamentos.
 
Os mais novos puderam experimentar a força das mangueiras ou subir na auto-escada a uma altura de cerca de 18 metros; e conhecer o interior de uma ambulância e de um veículo de combate a incêndio florestal. Mostraram-se entusiasmados com o som das sirenes. De certeza que esta iniciativa despertou em algumas crianças a vontade de serem bombeiros ou bombeiras, ao mesmo tempo que lhes ensinou a importância do prevenir riscos e mais sobre o trabalho dos soldados da paz.
 
As subidas na auto-escada foi o que mais cativou os jovens. O Alexandre, 9 anos, gostou da experiência, mas, à pergunta sobre se gostava de ser bombeiro, respondeu com convicção: “Gostava de ser bombeiro, só que decidi ser cozinheiro”. Reconhece, contudo, este menino que “os Bombeiros são importantes para ajudar as pessoas”. O sorridente Higino, 8 anos, destacou que, de cima da auto-escada, pôde ver a Câmara Municipal e o Parque do Pontido e a Margarida, 8 anos, que também subiu sem medo, disse que viu toda a vila, incluindo a sua própria escola. Para Ana Freitas, 7 anos, o mais relevante foi ter ficado a conhecer melhor o trabalho desenvolvido pelos Bombeiros a aos diferentes níveis.
 

 
Objectivos pedagógicos da iniciativa.
O Vereador da Protecção Civil da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Armando Fernandes, acompanhou, no terreno, esta iniciativa com carácter essencialmente pedagógico. “Pretendemos sensibilizar as crianças para a necessidade de terem mais atenção a problemáticas ligadas, por exemplo, à prevenção de fogos florestais e a outras áreas ligadas à Protecção Civil. Se, neste país, tivermos uma maior preocupação de prevenção, certamente que os resultados far-se-ão sentir. E serão mais visíveis. É essa a missão da Câmara Municipal: sensibilizar a população para esta problemática”.
 
Esta iniciativa resulta de esforços de colaboração, facto destacado pelo Vereador. “Procurámos envolver entidades ligadas à Protecção Civil, como é o caso dos Bombeiros Voluntários, que são os nossos parceiros de excelência a nível da Protecção Civil, mas envolvemos também a comunidade escolar, nomeadamente a EPAVE, que é uma Escola Profissional do Município, que tem o único Clube da Protecção Civil organizado do nosso concelho. Desafiámos também, e aceitou com agrado, o Agrupamento de Escolas Professor Gonçalo Sampaio a envolver-se nesta iniciativa. Viemos para a rua, com os meios que são dos Bombeiros, para sensibilizar a população para as questões que envolvem a Protecção Civil e, nesta Praça central isso é mais fácil de fazer”, considerou.
 
Os Bombeiros Voluntários operacionalizaram as actividades. “Para nós, é sempre bom a nossa ligação com a população. Gostamos de estar junto da população. Com as crianças é sempre bom. As crianças são sempre uma fonte de alegria e, se calhar, estarão aqui alguns futuros bombeiros. É o sonho de muitas crianças”, referiu o Adjunto do Comando dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso, António Veloso. Aquela corporação já conta com cerca de 40 infantes (jovens aspirantes a bombeiros, com idades entre os 10 e os 15). Já o coordenador do Curso de Higiene, Segurança no Trabalho e Ambiente da EPAVE, José Faria, que constitui o Clube da Protecção Civil, com 17 elementos, destacou também a importância da sensibilização. “Procurou-se trazer estas problemáticas da Protecção Civil para mais perto da população e permitir que as pessoas estejam mais sensibilizadas, porque a prevenção é fundamental. Muitas das actividades que iremos fazer apontarão para essa área da prevenção, que deve ser prioritária. É a área mais barata; a área que produz mais resultados”.
 
Presentes nesta iniciativa estiveram ainda o Presidente da Direcção dos Bombeiros da Póvoa de Lanhoso, Padre Luís Fernandes, e o Comandante Distrital da Protecção Civil Hercílio Campos, o exército através do Regimento de Cavalaria N.6 de Braga , de entre outras presenças. A população em geral também foi assistindo às diversas actividades, que envolveram cerca de 350 crianças. 
  
Plano Municipal de Emergência em elaboração.
Pela oportunidade, o Vereador Armando Fernandes fez o ponto de situação sobre outros aspectos da Protecção Civil no Concelho: “Estamos a elaborar o Plano Municipal de Emergência, que é um documento regulador que vai definir toda a orgânica da Protecção Civil Municipal. É obrigatório por lei. Candidatámo-nos a fundos comunitários para a sua elaboração, está a ser elaborado e esperamos tê-lo aprovado para meados do ano”. Depois de uma fase de discussão pública, este documento será submetido à análise da Assembleia Municipal para aprovação. Prevista está ainda a continuidade de medidas de apoio logístico aos bombeiros nos combates a incêndio, como tem acontecido nos anos passados e a continuação na aposta da sensibilização para a redução de riscos de modo a promover uma cultura de segurança preventiva.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *