Cantanhede, Sociedade

Município de Cantanhede assinala Dia Internacional da Protecção Civil com várias iniciativas

De 28 de Fevereiro a 4 de Março, decorre a Semana da Protecção Civil 2011, iniciativa que o Município de Cantanhede promove pelo quarto ano consecutivo a propósito do Dia Internacional da Protecção Civil (1 de Março).

A organização está  a cargo do Serviço Municipal de Protecção Civil, Recursos Naturais e Trânsito, que conta para o efeito com a colaboração dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, Guarda Nacional Republicana, Delegação da Tocha da Cruz Vermelha Portuguesa e Equipa de Sapadores Florestais da Junta de Freguesia da Tocha.

O objectivo é proporcionar à população escolar conhecimentos e competências no âmbito da segurança, com recurso a acções pedagógicas de natureza teórica em articulação com outras de carácter eminentemente prático, seguindo uma metodologia de simulação de situações de risco. A este nível, são de destacar os exercícios de simulação de evacuação a realizar na EB 2,3 de Cantanhede e na EB 2,3 Carlos de Oliveira, em Febres, bem como, a culminar o programa da Semana da Protecção Civil, um simulacro de derrocada numa pedreira com intervenção dos meios de socorro e salvamento adequados.

No que diz respeito às iniciativas pedagógicas a realizar nas escolas do ensino básico, este ano serão intervenientes os alunos da EB1 de Ourentã, EB1 da Póvoa da Lomba, EB1 do Zambujal, e EB1 da Camarneira, que de 28 de Fevereiro a 4 de Março vão participar em quatro sessões com incidência em várias vertentes da protecção civil, uma por dia. Na EB1 de Ourentã (10h00 às 12h00), a GNR desenvolve uma acção de sensibilização sobre a segurança em geral e segurança rodoviária em particular. Neste âmbito, está prevista a participação das crianças em exercícios numa pista que, pelas características do seu traçado e equipamentos, permitirá reproduzir e vivenciar situações semelhantes às da própria realidade da circulação rodoviária, facultando assim a apreensão de conhecimentos e competências neste domínio.

Enquanto isso, os Bombeiros Voluntários de Cantanhede estarão na EB1 da Póvoa da Lomba a explicar o papel dos soldados da paz na sociedade, recorrendo para isso a exemplos de situações que requerem a sua intervenção e à apresentação das viaturas e dos equipamentos que utilizam.

Também à  mesma hora, na EB1 do Zambujal uma equipa da Delegação da Tocha da Cruz Vermelha Portuguesa realiza um workshop sobre prestação dos primeiros socorros, comportamentos de segurança e procedimentos a adoptar em caso de ocorrência de acidentes.

Finalmente e igualmente das 10h00 às 12h00, os Sapadores Florestais da Junta de Freguesia da Tocha irão abordar, através de exercício pedagógicos teóricos e práticos, aspectos relacionados com a silvicultura preventiva e mecanismos destinados a dificultar a ocorrência de fogos florestais.

Simulacro de derrocada em Portunhos

A terminar esta semana temática, os agentes municipais de Protecção Civil realizam no dia 4 de Março, a partir das 10.30 horas, um exercício que terá como cenário um simulacro de derrocada em larga escala. O objectivo é avaliar, no terreno, a capacidade de mobilização, de interacção e de cooperação entre os agentes de protecção civil concelhios, numa operação de socorro.

Participam na intervenção, a desenvolver com incidência na pedreira da empresa Mota-Engil, em Portunhos, os Bombeiros Voluntários de Cantanhede, a Guarda Nacional Republicana e uma equipa de mergulhadores dos Bombeiros Municipais da Figueira da Foz.

Com este são já  quatro os simulacros de características diferentes que o Serviço Municipal de Protecção Civil promove. O objectivo destas acções é avaliar a capacidade de resposta e a interacção entre as diversas entidades de socorro e segurança do Concelho, aquilatar a operacionalidade dos meios técnicos e humanos, a capacidade de coordenação e comando.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *