Montijo, Sociedade

Presidente da CCDR reúne com Câmara Municipal de Montijo

A CCDR/LVT (Comissão de Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo) e a Câmara Municipal de Montijo reuniram, no passado dia 24, para analisarem, na atual conjuntura, as diversas ações candidatas ao PORL (programa Operacional da Regional de Lisboa) – com vista à requalificação da 2ª fase da Zona Ribeirinha e Regeneração Urbana. 

    A Câmara Municipal de Montijo fez-se representar pela presidente da Câmara, Maria Amélia Antunes, por Nuno Canta- vice-presidente, e pelo vereador Renato Gonçalves. A CCDR/LVT fez-se representar pela sua presidente, Teresa Almeida, e por vários técnicos da instituição. 

    A candidatura de Montijo no valor de sete milhões de euros, aproximadamente, inclui, entre outras intervenções, a requalificação da Praça Gomes Freire de Andrade, do Mercado Municipal, da Frente Ribeirinha, a recuperação do Edifício dos Paços do Concelho. 

    A Regeneração urbana e a requalificação da Frente Ribeirinha do Montijo tem em vista o reforço da centralidade da cidade do Montijo, numa perspetiva de desenvolvimento sustentado, que envolve as envolventes ambientais, sociais e económica. 

Duas das maiores intervenções do município, no âmbito desta candidatura, acontecerão na Praça Gomes Freire de Andrade e na Parque Ribeirinho, implicam ambas um investimento superior a três milhões de euros. 

    O Parque Ribeirinho (frente à urbanização dos pescadores), distribuído por uma zona de três hectares, compreenderá  a criação de zonas pedonais e de ciclovia, um parque infantil, equipamentos desportivos, equipamentos de contemplação da natureza (telescópio de observação de aves). O grande objetivo é criar uma mata de transição entre o espaço natural do rio e o espaço artificial da cidade. 

    No que se refere à intervenção na zona ribeirinha, há ainda a considerar a requalificação de espaços públicos e edifício do Cais dos Vapores e a criação do parque ribeirinho multimédia interativo, assim como a aquisição da embarcação tradicional “Varino”. 

Com a requalificação da Praça Gomes Freire de Andrade pretende-se a criação de espaços verdes, de zonas pedonais e a eliminação de barreiras arquitetónicas. O grande objetivo é criar uma grande praça ampla com condições de se poder promover eventos culturais, económicos ou outros. 

    Também o Mercado Municipal, cuja recuperação está orçada em 945 mil euros, sofrerá obras de recuperação, limpeza e pintura do edifício, além de serem melhoradas as acessibilidades para indivíduos de mobilidade condicionada e criadas novas instalações sanitárias.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *