Cultura, Portimão

Entre 24 e 26 de Fevereiro, tudo isto é fado no TEMPO – Portimão

O TEMPO – Teatro Municipal de Portimão propõe entre 24 e 26 de Fevereiro uma reflexão sobre o fado, género musical único da nossa cultura, através do qual se têm revelado e afirmado internacionalmente vários intérpretes, que apresentam aproximações inovadoras e contemporâneas por oposição a um estilo mais tradicional.

Durante um fim-de-semana muito especial, vai ser possível ouvir e ver o fado através do olhar do realizador Carlos Saura, do jovem cantor Marco Rodrigues e do coreógrafo Daniel Cardoso com a sua nova criação para o Quorum Ballet, o qual orientará um workshop de dança contemporânea.

“Fados”, a obra-prima do galardoado realizador Carlos Saura que se exibe no dia 24 às 21h00 no Pequeno Auditório, procura captar a natureza intangível da “saudade” portuguesa e retratar a alma portuguesa através da sua música mais emblemática.

Tendo Lisboa como cenário, o filme – de entrada livre, mas sujeita a marcação prévia – explora as relações profundas entre a música e a cidade, e traça a evolução do Fado, das origens africanas e brasileiras à nova geração de fadistas.

Com supervisão musical de Carlos do Carmo, o documentário reúne uma das mais ricas bandas sonoras de “world music”, juntando o melhor dos novos talentos portugueses, como Mariza ou Camané, nomes internacionais, como Caetano Veloso e Chico Buarque, e estrelas em ascensão, como Lila Downs e Lura.

A magnífica realização e encenação de Saura transformam a câmara no verdadeiro protagonista, deixando o espectador concentrar-se no essencial: a emoção.

Depois de “Fados da Tristeza Alegre” (2006), o fadista Marco Rodrigues apresenta no Café Concerto a 25 de Fevereiro, às 22h00, o seu segundo álbum, “Tantas Lisboas”.

O cantor e compositor junta, no seu mais recente trabalho, convidados como Carlos do Carmo e Mafalda Arnauth, ou os compositores e letristas Tiago Machado, Boss AC, Tiago Torres da Silva e Inês Pedrosa.

Marco Rodrigues é um dos nomes já consagrados da actual nova geração do fado, dando a escutar neste concerto de entrada livre alguns clássicos (como o lendário “Fado do Estudante”, interpretado por Vasco Santana no filme “A Canção de Lisboa”) e muitos originais, incluindo dois temas com música composta pelo próprio Marco Rodrigues.

Para celebrar o Fado, a mais representativa forma de expressão da cultura tradicional Portuguesa, o Quorum Ballet propõe no Grande Auditório Nuno Mergulhão um novo encontro com o género musical que é um dos passaportes da cultura portuguesa no estrangeiro.

Numa multiplicidade de movimentos, sons, sensações e sentimentos, em “Correr o Fado”, produzido por Daniel Cardoso, os bailarinos transmitem-nos, com a sua arte, extrema beleza, inexcedível sensibilidade e aparente facilidade, tudo o que os nossos sentidos percebem e o nosso coração apreende, para desmistificar a conotação saudosista e melancólica que o Fado carrega consigo.

Os ingressos para este espectáculo custam 10 euros, com desconto de 50% para portadores de Passaporte Sénior, Cartão Jovem Municipal, Cartão Municipal de Pessoa Portadora de Deficiência, enquanto jovens até 30 anos pode comprar bilhete ao preço único de 5 euros.

Daniel Cardoso aproveita este regresso a Portimão para ministrar um workshop, de 23 a 25 de Fevereiro, na Sala de Ensaios do TEMPO, entre as 18h30 e as 20h30.

Trata-se de uma oportunidade para os estudantes e interessados em dança aprofundarem ou contactarem com esta técnica, e conhecerem melhor o trabalho que Daniel desenvolve com a sua companhia.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *