Castro Marim, Sociedade

Castro Marim sem antenas de televisão

No âmbito da política de recuperação e valorização do património histórico, realizada na sede do concelho e de que são exemplo as intervenções realizadas no Forte de São Sebastião, na Colina do Revelim de Santo António e as projectadas para o Castelo, a Câmara Municipal tem em curso um projecto de remoção das antenas de televisão dos telhados das casas da vila de Castro Marim.

Esta operação a cargo da empresa ZON, na sequência de um convite dirigido às empresas da especialidade, vai permitir aos residentes da vila histórica terem acesso gratuito por cabo, aos quatro canais portugueses (RTP1, RTP2,SIC e TVI) e, aproximadamente, 20 canais espanhóis.

A desmontagem da totalidade das antenas existentes nos fogos, bem como as taxas de ligação e os equipamentos colectivos e individuais, necessários à disponibilização dos actuais canais em sinal aberto, serão suportados pela Câmara Municipal.

Os trabalhos de desenvolvimento da rede por cabo decorreram em 2009 e 2010, estando, agora, reunidas as condições para que as ligações às casas possam ser efectuadas. O processo terá carácter de obrigatoriedade e deverá estar concluído no princípio do mês de Junho.

Este investimento de 100 mil euros, que consiste na retirada das extensas e inestéticas antenas de televisão com a preocupação de eliminar as infra-estruturas aéreas existentes, insere-se numa política mais vasta de reabilitação urbana e valorização paisagística da vila de Castro Marim levada a cabo pela Autarquia, no seguimento das requalificações da Envolvente Norte, da Entrada Poente, Envolvente da Escola Primária, Envolvente do Bairro Celorico Drago, Espaços Exteriores da Envolvente da Biblioteca Municipal, Envolvente dos Largos da Conceição e de Santo António, Requalificação das Voltas do Castelo e Acesso ao Cemitério.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *