Economia, Évora

Empresas locais mostram dinamismo em Évora

Apesar da actual conjuntura económica, a segunda fase da expansão do Parque Industrial e Tecnológico de Évora (PITE), gerido pelo Departamento de Desenvolvimento Económico do município, decorre dentro de uma total normalidade, comprovando-se, assim, o dinamismo do tecido empresarial da região.

Nos 22 hectares disponibilizados pela Câmara Municipal de Évora na segunda fase da expansão do PITE, num total de 153 lotes, 136 já foram atribuídos a 58 empresas, salientando-se o facto de 44 já terem o projecto de licenciamento de obras aprovado.

Destas, 25 já iniciaram a respectiva obra, seis estão prestes a iniciar a construção das suas instalações e nove concluíram as obras e encontram-se já a funcionar neste local, que reúne excelentes condições para albergar industria, oficinas, armazéns, serviços e comércios.

Segundos os dados disponibilizados pelas empresas, no momento da candidatura aos lotes, quando estiverem em pleno funcionamento, deverão criar mais 197 (novos) postos de trabalho, a que se juntam os actuais 371.

Para além da criação de emprego, o processo de instalação destas novas unidades contribui decisivamente para a sustentabilidade das empresas de construção civil do concelho, que por força do dinamismo destes empresários e do poder de captação da edilidade, conseguem, apesar da situação global, manter-se em plena actividade.

Nesta fase, a Câmara Municipal de Évora atribuiu 41 lotes para indústria, 76 para oficinas e armazéns e pequenas indústrias e 19 para serviços e comércio.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *