Lamego, Sociedade

Lamego defende maior cooperação na fileira do vinho

   O reforço do compromisso da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV) em assumir-se como porta-voz de todos os municípios com vincada tradição vitivinícola para o desenvolvimento de posicionamentos de interesse comum foi elogiado por autarcas e outras personalidades com responsabilidades neste sector agrícola, durante a Gala Cidade do Vinho ocorrida em Viana do Castelo. Este evento foi “o pontapé de saída” das celebrações Cidade do Vinho que ao longo do ano prometem associar as questões do vinho e da vinha às grandes realizações desta cidade minhota.

     Um dos principais oradores do espectáculo que decorreu no Teatro Municipal Sá de Miranda foi Manuel Coutinho, Vereador da autarquia de Lamego, que detém neste momento a Presidência da Assembleia-Geral da AMPV. O autarca destacou o papel preponderante que este agrupamento já alcançou em prol do desenvolvimento económico dos territórios vitivinícolas e na defesa destes junto das entidades competentes, nacionais e europeias. “Esta associação é um exemplo de sucesso. Em quatro anos de actividade, já atraiu o interesse de 75 municípios associados”, sublinha. Manuel Coutinho aproveitou ainda esta oportunidade para voltar a reafirmar o forte empenho do Município de Lamego em divulgar as potencialidades do seu vasto património vitivinícola, do ponto de vista paisagístico, arquitectónico, cultural e vinícola.

     A distinção de Viana do Castelo com o prémio Cidade do Vinho fará desta cidade o foco da promoção vinícola ao longo do ano em curso, nomeadamente a realização da Rainha das Vindimas de Portugal, fins-de-semana gastronómicos, as Jornadas Europeias do Património e o Dia Europeu do Enoturismo, para além da realização de cursos de formação e acções comerciais de promoção de vinhos. A entrega deste galardão contou com a presença, entre outras personalidades, de António Ramalho, director regional de Agricultura e Pescas do Norte.

     No âmbito da Gala Cidade do Vinho também foram entregues menções honrosas aos municípios de Santa Marta de Penaguião, Barcelos e Setúbal e prestada uma homenagem pública a Carme Ribes Porta, Secretária Geral da RECEVIN – Rede Europeia das Cidades do Vinho.

     A eleição de Viana do Castelo como Cidade do Vinho 2011 justifica-se, segundo o Conselho Directivo da AMPV, por esta candidatura ter apresentado “critérios de qualidade, nomeadamente o seu programa de actividades, parcerias e envolvência da sociedade civil no projecto”.

     Criada a 30 de Abril de 2007, numa lógica de pensar globalmente e agir localmente, a Associação de Municípios Portugueses do Vinho promove toda a cultura do vinho, numa lógica de valorização e desenvolvimento de áreas como o turismo, o urbanismo, o património arquitectónico e paisagístico, o património histórico-social, a ocupação e a formação.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *