Economia, Póvoa de Lanhoso

Autarquia apadrinha novos projectos empresariais no Concelho de Póvoa de Lanhoso

Na sequência do trabalho realizado pela Autarquia da Póvoa de Lanhoso na captação de novos investimentos e no apoio a empresas que pretendam instalar-se no Concelho, decorreu esta sexta-feira, nos Paços do Concelho, a assinatura dos contratos de parceria com duas empresas que vão criar mais de cem novos postos de trabalho, nas áreas da produção de Mobiliário Estofado e da produção de Caixilharia.
Na oportunidade, o Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista, também apresentou o projecto do Município quanto à criação de uma incubadora de empresas numa escola desactivada do Concelho (na freguesia de Ferreiros), onde vai fixar-se outra empresa que vai gerar 10 postos de trabalho, na área da Criação e Desenvolvimento de Soluções ao nível da Internet.
A assinatura dos contratos decorreu na presença do Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista, e do seu executivo, bem como das partes envolvidas no processo de fixação destas três entidades, como representantes da sociedade de investimentos detentora do Parque Industrial de Mirão e das empresas. Os presentes puderam pronunciar-se.
“Este é um dia muito especial para o Concelho da Póvoa de Lanhoso”, começou por referir o Presidente da Câmara Municipal, destacando as diligências efectuadas, os intervenientes nas negociações e as potencialidades deste Município, que pretende afirmar-se como “amigo do investimento”. “Quero agradecer a todas as empresas que acreditam no Concelho e no potencial que temos”, salientou o autarca, afirmando que este é o resultado de um esforço conjunto. “Unindo as forças, a obra nasce e isto é um trabalho colectivo”, observou, afirmando valorizar qualquer número de postos de trabalho. A concluir, considerou ainda que “a Póvoa de Lanhoso sai mais rica deste processo, olhando à situação tão difícil que o país atravessa” e que “hoje estamos a celebrar a criação de postos de trabalho”. Manuel Baptista relembrou ainda as melhorias esperadas ao nível da qualidade de vida das famílias Povoenses, do comércio e do Concelho e rematou: “Hoje sou um homem orgulhoso e feliz”.
Incubadora de empresas da Póvoa de Lanhoso
Facilitar a criação de micro-empresas, apoiando na sua instalação na fase crítica do arranque; diversificar os sectores tradicionais e levar para as freguesias empresas que também contribuam para o seu desenvolvimento é o que se pretende com a Incubação de Empresas.
Para tal, pretende-se transformar uma antiga escola num espaço que disponibilize serviços partilhados aos interessados. A Autarquia vai adaptar a antiga EB1/JI de Ferreiros às necessidades destes projectos, cabendo aos inquilinos uma mensalidade que ajudará a suportar as despesas de funcionamento, manutenção e conservação.
Novos projectos empresariaisTrês empresas vão instalar-se no Concelho da Póvoa de Lanhoso, gerando, para já, 125 postos de trabalho directos.
Assim, a Plako, com actividade ligada à criação e desenvolvimento de soluções que tenham por base a internet, vai fixar-se na incubadora em Ferreiros e vai criar 10 postos de trabalho.
A Aquinos, com actividade ligada à Produção de Mobiliário Estofado e uma das líderes nacionais na produção de sofás, vai instalar uma unidade produtiva no Parque Industrial de Mirão, gerando, numa primeira fase, cerca de 100 postos de trabalho directos.
A Allplas, com actividade ligada à produção de todos os tipos de soluções de caixilharia e com origem em Espanha, vai instalar uma unidade produtiva no Parque Industrial de Mirão, e, numa primeira fase, irá gerar cerca de 15 postos de trabalho directos, solidificando o seu processo de internacionalização.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *