Cultura, Palmela

Pintura de Kim Prisu em exposição na Biblioteca Municipal de Palmela

Inaugura a 28 de Janeiro, na Galeria da Biblioteca Municipal de Palmela, a exposição de pintura “Fragmentos de Tempos”, de Kim Prisu.
Residente em Pinhal Novo, Kim Prisu – aliás, Joaquim António Gonçalves Borregana – nasceu em 1962 em Aldeia da Dona, distrito da Guarda, e chegou a França com apenas nove meses de idade. Rendido, desde cedo, ao mundo da arte, criou com Quim P., nos anos 80, em Paris, o conceito Nuklé-Art. Realizou exposições pessoais e colectivas e, em 1990, foi convidado pela galeria “East SideGallery – GDR” de Berlim para pintar sobre o Muro, na parte oriental. Em Novembro de 2009, foi, novamente, convidado a regressar à Alemanha para participar na cerimónia comemorativa dos 20 anos da queda do muro e para recuperar a pintura original. Bastante ligado ao teatro, fez o seu primeiro cenário ainda em França e, hoje, colabora com o teatro Aquilo da Guarda, com o Teatro Artimanha de Pinhal Novo e com o Bando.
A sua exposição estará patente até 19 de Março, numa organização da Câmara Municipal de Palmela.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *